quinta-feira, 10 de maio de 2012

Papa Paulo VI e o inesperado presente dado pelo Jango


Na coroação do papa Paulo VI, em 1963, cada chefe de Estado presente à cerimônia entregou uma pequena e nada singela lembrança ao Sumo Pontífice. O então presidente João Goulart deu-lhe um elaborado estojo de madeira para as joias do Vaticano. O líder espiritual da Igreja Católica pareceu ficar muito satisfeito com a caixa. Mal sabia ele que Manuel Oliveira, o marceneiro responsável pela obra, tinha feito uma pequena brincadeira. Por trás do forro, gravou a foice e o martelo e embaixo a inscrição: “Viva o Partido Comunista”. (Revista História)

0 comentários :

Postar um comentário

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | belt buckles