quarta-feira, 26 de junho de 2013

Fico feliz, o Movimento Social organizado retorna as ruas

Que bom que os dirigentes do Movimento Social organizado saíram do estado catatônico em relação ao extemporâneo e espontâneo Movimento Social, que a muito foi às ruas.

 Burocratizados, e acomodados a mais de dez anos em suas entidades, antes de romper com a inércia xingaram e acusaram os que anteriormente ousaram ir as ruas sem seus "combativos" comandos, antes destes "iluminados" voltarem a ativa. 

Sejam bem vindos, mesmo que infelizmente seja a reboque desta massa não tão politizada, mas que na própria pele sabe que investimentos em saúde, educação, mobilidade urbana, etc. são mais importantes que investir uma montanha de dinheiro em estádios faraônicos. 

Ter de correr atrás do do povo, que deveriam liderar, é coisa triste e vergonhosa para os que se consideram a vanguarda da sociedade!

Curitiba: Copa + ricos empresários + hoolingans de aluguel= ?

O povo nas ruas colocou em cheque os custos dos eventos da Copa em detrimento de estratégicas aplicações do erário no social (saúde, educação, habitação, mobilidade urbana, etc., o que tornou os estádios em alvos dos protestos.

Corre a boca não tão pequena pela capital que ricos empresários, com grandes interesses financeiros na Copa, ao ficarem sabendo que por decisão do governo estadual a PM não iria reprimir as justas manifestações da população desencadeadas pelo MPL, desde que não houvesse depredação do patrimônio público e privado, e foi isto que ocorreu, irresponsavelmente contrataram milícias para "protegem o rico patrimônio, montanhas de concreto armado de cunho privado, arenas que imitam os circos do império romano, só que o sangue em vez de correr em seus interiores deveriam correr lá fora.


Para proteger os faraônicos estádios Estes "mecenas do futebol" teriam contratado em vez de segurança privada, profissionais treinados, alguns dos membros mais radicais das torcidas organizadas, que sabemos estarem infiltradas dos baderneiros hoolingans, que é publico serem estes ligados a extrema direita, e está quer mais do que torcer nas partidas de futebol, quer poder. Coisa que infelizmente nos remete ao surgimento dos camisas pretas fascistas e aos nazistas das SA (Tropas de Assalto), lixo enterrado pela história. 

Qual foi o destino de outros membros das organizadas que não foram mobilizados paramilitarmente para "dar segurança" aos estádios? 

Com certeza estavam aqui:



Será que foram mandados para dar um recado ao governador por este não ter mandado reprimir as manifestações, como também para que a PM acuada partisse para cima do povo, assim aumentando o caos?

Não podemos esquecer:

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | belt buckles