sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Acusado se apresenta e diz que todos skinheads deram facadas

Ezequiel (à esquerda) e Henrique (à direita) aparecem fazendo gestos nazistas em fotos conseguidas pela polícia

Gazeta do Povo

O jovem acusado de integrar um grupo de skinheads que perseguiu e matou o jovem Lucas Carvalho, de 18 anos, se apresentou à polícia e apresentou detalhes sobre o crime. Em acareação com outros dois acusados que estão presos, Jean Michael Zampiva Mattos, o “Sombra”, de 23 anos, disse à polícia que os sete skinheads que participaram do atentado desferiram golpes de faca contra a vítima.

De acordo com o delegado Vinícius Martins, da Delegacia de Furtos e Roubos (DFR), Mattos também assumiu ter dado uma facada contra o jovem. “O depoimento de Mattos foi muito rico em detalhes. Ele contou como tudo aconteceu e esclareceu a participação de cada um”, disse o responsável pelas investigações.

Diante dos outros acusados, Mattos teria afirmado que imobilizou Carvalho e lhe deu a primeira facada. Em seguida, Gabriel Cata Preta, de 18 anos (que está preso), teria esfaqueado a região temporal esquerda do rapaz. Esta versão bate com a de Fernando Santana, de 28 anos, que também está preso e que já havia afirmado de Cata Preta teria dado um dos golpes.

“Mas o que mais chamou a atenção foi a participação de um skinhead conhecido apenas por Pedro ‘Pepo’. Segundo Mattos, ele derrubou a vítima e deu pelo menos três facadas seguidas nas costas do rapaz. Isso depois que Carvalho estava bastante ferido”, disse o delegado. Pepo seria morador do Centro de Curitiba e ainda é procurado pela polícia.

Como a prisão temporária de Mattos ainda não foi expedida pela Justiça, ele foi liberado depois da acareação.

Outros skinheads

A partir de pesquisas em mídias sociais, a polícia também conseguiu fotos de outros dois jovens, acusados de integrar o grupo de skinheads e de esfaquear Carvalho. Uma das imagens mostra um dos acusados – identificado como Henrique – fazendo uma saudação nazista. O outro suspeito – Ezequiel – faz um sinal chamado “W”, que significa “White Power”, uma expressão usada por skinheads neonazistas. O outro acusado foi identificado como Hugo. Os três seriam moradores de Piraquara, região metropolitana.

Na quinta-feira (7), a DFR divulgou imagens de câmeras de segurança de um prédio para onde os skinheads foram logo depois de cometer o crime. A partir dessas imagens, a polícia espera identificar todos os suspeitos.

De acordo com a polícia, Carvalho foi perseguido e assassinado, porque foi confundido com um punk que teria participado de um atentado contra Fernanda Santana, de 28 anos, que também está preso. Cata Preta confirmou esta informação.

O crime

Carvalho foi assassinado por volta das 19h15, depois de ter saído do Shopping Mueller, acompanhado de um grupo de amigos. Eles foram perseguidos por sete skinheads e, na fuga, se separaram. Lucas Carvalho e um amigo foram alcançados próximo ao Cemitério Municipal.

De acordo com a polícia, Cata Preta e Mattos seguraram Carvalho pelo braço e os outros integrantes do grupo começaram a agredi-lo. A vítima foi atingida com vários golpes de faca e morreu a caminho do hospital. “De acordo com as investigações, as facadas foram dadas por Cata Preta, Mattos e por Santana”, apontou o delegado.

Focos de incêndio aumentam em setembro

Karina Ninni

Os focos de incêndio registrados em setembro deste ano no País superam em mais de três vezes o número registrado no mesmo período do ano passado: foram 55. 621 este ano contra 15.586 em 2009. Um aumento de cerca de 250%. Os dados são do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais).

Atualmente, o campeão de focos de queimadas entre os estados brasileiros é o Mato Grosso, que teve 18.460 registros, seguido pelo Tocantins, com 8.744 e pelo Pará, com 6.919. Já em setembro de 2009 este último estava na dianteira, com 3.218 focos, seguido da Bahia, com 2.149 e do Tocantins, com 2.129.

Na Amazônia Legal, o município de Cumaru do Norte (PA) teve no mês passado 1.332 focos. O segundo lugar ficou com Cocalinho (MA), com 890 focos e Santana do Araguaia (PA), com 889. Em toda a região, só no mês de setembro, foram identificados 39.846 focos de incêndio.

Confirmação do Enem começa a ser entregue

AE

Os estudantes que vão prestar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2010 começaram a receber na segunda-feira, pelo correio, o cartão de confirmação de inscrição, com informações sobre o local onde farão a prova. O prazo de entrega vai até o dia 25 deste mês.

O documento deve chegar no endereço indicado pelo aluno no ato de inscrição. O cartão precisa ser apresentado, com um documento original de identidade, no dia da prova.

No ano passado, alguns candidatos reclamaram por ter de realizar a prova longe de suas residências. Segundo o Ministério da Educação (MEC), o problema foi corrigido neste ano; quando a prova é na cidade de sua residência, o local de prova será determinado com base no CEP.

O MEC informou também que, por não haver prova em todos os municípios do Brasil, em 2009 alguns candidatos se atrapalhavam com a barra de rolagem para a escolha do município. O problema foi sanado nesta edição.

Além do cartão de inscrição e da identidade, o estudante deve levar ao Enem uma caneta esferográfica preta. Por "motivos de segurança", não será permitida a utilização de lápis, borracha, apontador, lapiseira e grafite.

Aplicação. Mais de 4,6 milhões de alunos se inscreveram para fazer o exame, que será aplicado nos dias 6 e 7 de novembro. A prova começa a ser aplicada às 13 horas, mas os portões de acesso aos locais de prova serão abertos às 12 horas e fechados às 12h55, horário de Brasília. O MEC aconselha que o inscrito chegue com uma hora antecedência; quem se atrasar fica impedido de entrar para fazer o exame.

No dia 6, sábado, será aplicada a prova de Ciências Humanas e suas Tecnologias e Ciências da Natureza e suas Tecnologias. O exame acaba às 17h30.

No dia seguinte, o Enem terá a redação e questões de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias. No domingo, o prazo para terminar o teste vai até as 18h30.

O tempo mínimo de permanência na sala de provas será de duas horas em ambos os dias.


Ganhador da Mega-Sena milionária resgata prêmio no Rio Grande do Sul



Solange Spigliatti - Central de Notícias

O ganhador do maior prêmio da história da Mega-Sena, que chegou a mais de R$ 119 milhões e foi registrado em uma lotérica no Rio Grande do Sul, compareceu a uma agência da Caixa Econômica Federal na quinta-feira para resgatar o dinheiro. Segundo o sortudo, que apostou sozinho nas seis dezenas sorteadas, não é morador da cidade gaúcha de Fontoura Xavier, onde a aposta foi registrada.

Segundo a assessoria da CEF, o ganhador, que não quer se identificar, compareceu a uma agência de outro município gaúcho e aplicou todo o valor do prêmio em poupança. Por mês, o rendimento da aplicação chega em torno dos R$ 800 mil, segundo cálculo da CEF.

Tremor de terra de 5 graus atinge região central do País


O Distrito Federal sofreu nesta tarde tremores em diversas partes do Plano Piloto - área central da capital - e de algumas cidades satélites. O Observatório Sismológico da Universidade Brasília (UnB) confirma que foi sentido tremor na capital federal.


Reprodução
Ponto em azul mostra região onde aconteceu tremor, próximo a Brasília
A equipe técnica do Observatório está reunida agora para avaliar a localização do epicentro e a intensidade do tremor e suas possíveis consequências.

De acordo com o serviço de Pesquisa Geológica dos Estados Unidos (USGS), o terremoto de magnitude 5,0 aconteceu às 17h16 na região da divisa entre Goiás e Tocantins. O tremor ocorreu a uma profundidade de 14,8 km, com epicentro 75 km ao norte de Uruacu (GO), 235 km ao sul de Gurupis (TO), 255 km a norte-noroeste de Brasília e 275 km a oeste-sudoeste de Campos Belos (GO). Mais informações podem ser obtidas aqui.

Segundo testemunhas, houve pânico entre funcionários na Esplanada dos Ministérios. No Tribunal Superior Eleitoral (TSE) houve orientação para que os servidores deixassem o prédio. Já o Corpo de Bombeiros disse que moradores do Plano Piloto, Sudoeste, Ceilândia e Taguatinga entraram em contato com a corporação para registrar o ocorrido.

Aviso. A recomendação dos Bombeiros é que, caso haja comprometimento da estrutura física do prédio, como rachaduras, as pessoas deixem os prédios.

(Com Reuters)

Marina apresenta propostas para discussão de apoio no segundo turno


A senadora e candidata derrotada do PV à Presidência da República, Marina Silva, apresentou nesta sexta-feira, 8, as propostas do PV para negociar apoio aos candidatos Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) no segundo turno. O documento, que ainda poderá ser modificado pela convenção partidária que acontece no próximo dia 17, contém dez pontos que o partido e a senadora consideram prioritários para o País.

Em coletiva de imprensa concedida em São Paulo, Marina explicou que as propostas serão a base para debater o possível apoio aos dois candidatos. De acordo com a senadora, a adesão ao documento por Dilma e Serra será um dos elemento do processo decisório, mas não o único. Além da convenção do PV, o grupo de Marina pretende ainda ouvir o Movimento Marina Silva e setores da sociedade civil.

Uma reunião da direção nacional do partido no próximo dia 13 deverá encaminhar o encontro do dia 17, quando será tomada uma decisão à favor de um dos candidatos ou de neutralidade na disputa.

Veja resumo dos dez temas prioritários para Marina e o PV, segundo o documento “Agenda por um Brasil Justo e Sustentável”:

1. Transparência e ética - o documento defende a não instituição de tutela ou controle sobre a liberdade de imprensa e a transparência das informações sobre execução orçamentária do governo federal

2. Reforma eleitoral – adoção do voto distrital misto; lista cívica e financiamento público de campanhas

3. Educação para a sociedade do conhecimento – elevação do investimento para 7% do PIB, buscando universalizar o acesso à pré-escola e à creche; eliminação do analfabetismo; valorização dos professores; e criação do Sistema Nacional de Educação

4. Segurança pública – subsídio à educação de jovens em situação de risco; valorização salarial de policiais; reforma do modelo policial

5. Mucanças climáticas, energia e infraestrutura – agência reguladora para a Política Nacional de Mudanças Climáticas; publicação de estimativas de gases estufas; tornar lei metas de redução de gases estufas; aumento da participação das energias renováveis na matriz energéticas; fim de leilões para termoelétricas movidas a diesel ou carvão mineral; supressão do IPI sobre veículos elétricos e híbridos; moratória de novas usinas nucleares; criação do Sistema Nacional de Prevenção e Alerta sobre Desastres Naturais; universalização da banda larga

6. Seguridade social: saúde, assistência social e previdência – 10% do orçamento federal par a a saúde; Programa Saúde da Família (PSF) para 80% da população; carreira para os integrantes do PSF; aumento para 75% dos domicílios com acesso à rede esgoto e pelo menos 50% com tratamento do esgoto coletado; rastreamento de transgênciso; programas sociais de terceira geração

7. Proteção dos biomas brasileiros - desmatamento zero de vegetação nativa primária e secundária; veto a alterção do Código Florestal que reduza áreas de reserva legal; incluir 10% dos biomas em unidades de conservação; Plano Nacional para Agricultura Sustentável

8. Gasto público de custeio e Reforma Tributária – limitação da expansão dos gastos de custeio à metade do crescimento do PIB; proposta de reforma tributária em seis meses de governo; revisão da tributação de acordo com impacto sobre o meio ambiente; reducação dos cargos comissionados

9. Política externa - política externa orientada pela promoção da paz, liberdade, democracia e respeito aos direitos humanos

10. Fortalecimento da diversidade socioambiental e cultural – conclusão da demarcação e homologação das terras indígenas e criação de fundo para apoiar indígenas; implementação do Sistema Nacional de Cultura; combate a discriminação racial, sexual e religiosa

Beto Richa: "Tenho certeza que agora é a hora da virada"


O governador eleito do Paraná, Beto Richa (PSDB), defendeu mais emoção no segundo turno das eleições. “Agora, é o confronto direto, é uma outra etapa e é preciso colocar mais emoção. A minha eleição está incompleta e só estará completa com a eleição de Serra”, disse Beto, nesta quarta-feira (6), em Brasília, durante reunião dos aliados da coligação de José Serra (PSDB, DEM, PPS, PTB e PT do B), na convocação Todos com Serra, Todos pelo Brasil.

“Tenho certeza que agora é a hora da virada. Passou a onda vermelha e agora vem a onda verde e amarela. É a onda do patriotismo, a onda daqueles que querem o bem do Brasil, que querem entregar o Brasil em mãos seguras, limpas, competentes e capazes do nosso companheiro José Serra”, disse o governador eleito do Paraná.

Beto acrescentou que no Paraná vai atuar com “dedicação exclusiva” no segundo turno na campanha de Serra. “Agora vamos trabalhar para ampliar os votos”, disse. Para ele, a campanha será mais acalorada. “É uma campanha mano a mano. Da parte dos nossos companheiros nos Estados vai ter mais vibração, mais pegada, mais entrosamento”, afirmou Richa. No Paraná, José Serra foi o mais votado no primeiro turno, com 2.607.664 votos ou 43.94% do total.

Além de Serra, também participaram da reunião o senador eleito de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB); o governador e o senador eleito de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) e Aloysio Nunes (PSDB); o governador eleito de Santa Catarina, Raimundo Colombo (DEM); o presidente nacional do DEM, deputado Rodrigo Maia (RJ); o presidente nacional do PSDB, senador Sérgio Gerra (PE); entre dezenas de lideranças nacionais, candidatos vitoriosos e derrotados nestas eleições.

Serra e Beto participarão, juntos, de ato de campanha em Londrina, na próxima sexta-feira.


O governador eleito do Paraná, Beto Richa, confirmou em Cascavel, no início da tarde desta sexta-feira (8), a vinda de José Serra ao Paraná, na próxima semana. Serra deve participar de um ato de campanha em Londrina, na sexta-feira (15).

“Minha vitória não estará completa sem a vitória de José Serra para a Presidência”, afirmou Richa. “No confronto direto, nas propostas, na experiência, o Serra leva vantagem. Chegou a hora da onda verde e amarela, agora é o momento de eleger Serra presidente.”

Richa foi a Foz do Iguaçu e Cascavel nesta sexta-feira. Agradeceu à região Oeste pela votação obtida e a reafirmou os primeiros passos de seu governo: colocar a casa em ordem, enxugar a máquina, estabelecer metas para cada área da administração.

Uma possibilidade, informou Richa é contratar instituições como o INDG (Instituto de Desenvolvimento Gerencial), a mais conceituada consultoria de gestão para empresas e governos no Brasil. O INDG trabalhou, por exemplo, com o governador Aécio Neves em Minas Gerais. “Dá para diagnosticar e eliminar desperdícios para aumentar a capacidade de investimento”, disse Richa. “Temos mecanismos para garantir um Estado vigoroso e enxuto, que possa, o mais rápido possível, dar as respostas que nosso povo espera.”

Na próxima quinta-feira (14), Richa reunirá prefeitos e lideranças políticas de todo o Estado em um almoço no restaurante Madalosso, no bairro de Santa Felicidade, em Curitiba.

No rádio, Dilma defende a vida e Serra exalta experiência

Reuters

Na estreia do programa eleitoral no rádio, a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, declarou-se favorável à vida, em resposta indireta a críticas de que seria defensora do aborto, e seu rival, José Serra (PSDB), exaltou sua experiência e insistiu que Dilma não tem bagagem para presidir o país.

Os dois candidatos também "somaram" seus votos aos conseguidos pela ex-presidenciável do PV, Marina Silva. Dilma disse que os brasileiros deram 67 milhões de votos para mulheres e Serra afirmou que 55 milhões de brasileiros rejeitaram a candidata petista.

Logo no início da propaganda da petista, que manteve o mesmo formato, um dos locutores se disse feliz por poder aprofundar o debate no segundo turno, mas indignado por considerar que Dilma "está sendo vítima de uma das campanhas mais sujas" que já existiram.

O voto religioso tem sido apontado como um dos responsáveis por impedir a vitória de Dilma já no primeiro turno, como era apontado por algumas pesquisas. Uma suposta posição de Dilma favorável ao aborto tem sido motivo de críticas à petista. Ela, no entanto, negou reiteradamente ser favorável ao aborto, que classificou de "uma violência contra a mulher" em debate realizado por entidades católicas no primeiro turno.

"Quero, neste segundo turno fazer uma campanha, antes de tudo, em defesa da vida", disse Dilma durante o programa. "Vamos também debater com muita clareza qual dos dois modelos que estão aí é melhor para o futuro do país. E fazer isso sem mentiras, sem ataques pessoais e sem agressões."

Sob novo formato, a propaganda de Serra voltou a exaltar a experiência do candidato tucano. "O cara só não foi vereador e presidente, o resto já foi tudo. E essa é a principal diferença em relação à Dilma", disse uma locutora.

"Não se pode colocar na cadeira de presidente em 1o de janeiro do ano que vem alguém que realmente a população não saiba realmente quem é, o que pensa, o que fez e o que pretende fazer", disse Serra, repetindo o mote usado por sua campanha no primeiro turno de que Dilma não tem experiência para presidir o país.

O presidenciável do PSDB também fez ataques indiretos à denúncias envolvendo o governo federal. "Não há nada pior para o Brasil do que ter governos em que haja mau comportamento, que serve de péssimo exemplo para a população", disse.

"Nós precisamos ter um governo que mostre para a população que trabalhar vale a pena, estudar vale a pena, ser decente vale a pena", completou.

Blog feito por militantes do PT chama Marina de 'traíra'

Folha.com

O "Blog da Dilma", feito por militantes do PT e que se define como "o maior portal da Dilma Rousseff na internet", postou na véspera da eleição um texto com ataques a Marina Silva.

O arrependimento veio rápido e o texto saiu do ar tão logo a candidata do PV, com 20 milhões de votos, passou a ser assediada para dar o seu apoio aos dois candidatos que disputam o segundo turno das eleições.

O post, com o título "Marina Silva, a traíra", a chamava de "ecochata", e afirmava que sua candidatura era uma vingança contra Dilma e Lula. O texto ainda dizia que Marina não tem "conhecimento" e "caráter" para governar o Brasil.

O artigo foi publicado no dia 30 de setembro e retirado do ar no dia 4 de outubro, dia seguinte às votações do primeiro turno, quando ficou claro que era necessário tentar pescar a preferência de 19% dos eleitores que escolheram a candidata do PV no primeiro turno.

A previsão feita pelo texto, com a leitura de hoje, é o que os petistas não querem que aconteça: o Blog da Dilma afirmava que Marina iria, no segundo turno, "cair no colo" do candidato do PSDB à presidência, José Serra.

"Ela alimentava esperanças de que o presidente Lula a escolhesse para ser sua sucessora, e quando percebeu que não seria a escolhida deu o bote tal como uma cascavel", afirmava o texto assinado por Jussara Seixas, uma das editoras do blog.

Ontem, o editor geral e criador do "Blog da Dilma", Daniel Bezerra, afirmou à Folha que a decisão de tirar o texto do site foi dele.

"Estava viajando e não tinha visto a matéria. Quando cheguei, deletei, não fui a favor da maneira agressiva como a minha editora colocou. Quando escrevo coloco de uma maneira respeitosa", disse.

O blog registrava ontem, de acordo com uma contagem própria, mais de 7 milhões de acessos desde 2008, quando foi criado. Bezerra afirma que chega a ter, no horário de pico, quase "2.600 acessos por minuto". "Isso é mais do que o site da Carta Capital, mas o PT não tem ingerência ao blog", garante.

PT

O secretário de Comunicação do PT, o deputado federal André Vargas (PR), afirma que o partido tem orientado os filiados a evitar ataques aos adversários nas eleições. Ele afirma que o texto não interfere nas movimentações políticas em busca do apoio declarado de Marina e do PV.

"O ideal é que não tivesse [sido publicado os ataques], mas não interfere. A Marina sabe que é coisa de internet", disse Vargas.

O petista pondera dizendo que o texto foi escrito "no calor da luta" e que afirma que o PT não pediu para o blog tirar do ar os ataques contra a terceira colocada nas eleições. "O partido não controla esses blogs. Nos sites oficiais nunca atacamos ninguém".

Pelo menos outros dois blogs dos mesmos colaboradores do Blog da Dilma replicaram o texto que afirma que Marina "traiu por despeito e por vingança" e a ilustração intitulada "Candidata laranja verde". Até a tarde de ontem, apenas o post do "Blog da Dilma" havia sido tirado do ar.

Nesse caso, os blogs de defensores da campanha de Dilma contrariaram não apenas orientação do PT, mas também uma posição da própria candidata, que condenou, mais de uma vez, baixarias na internet chamando-as de "submundo da político".

Lula vê Dilma 'abatida', e TV vai vender 'favoritismo'

Folha.com

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva externa, em privado, preocupação com o "abatimento'' de sua candidata à sucessão, Dilma Rousseff, nos últimos dias.

Para mudar esse quadro, a reestreia do programa eleitoral na TV, hoje, irá classificar como "vitória" com "votação expressiva" o resultado de Dilma no primeiro turno.

Para o presidente, a "prioridade zero" da campanha é reavivar o semblante de "favorita" que sua candidata exibia até domingo.

Em conversa com um governador aliado, Lula recorreu a uma analogia futebolística para explicar sua apreensão. Ele disse que no sábado, véspera da eleição, postou-se diante da TV em São Bernardo para assistir ao jogo Corinthians x Ceará.

Corintiano fanático, Lula diz que imaginou que seu time venceria "de lavada".

No intervalo, a equipe do Ceará vencia por dois a zero. Só aos 24 minutos do segundo tempo o Corinthians reagiu. Placar final: dois a dois.
Lula resumiu ao interlocutor: "Eu, que esperava do Corinthians uma vitória de lavada, recebi o empate com o Ceará como uma vitória".

Lula compara o rival José Serra (PSDB) ao Corinthians. E Dilma ao Ceará. Acha que o segundo turno deu ao tucano ares de "falso vitorioso".

"FAVORITA"

Avalia que é essencial repor "a verdade dos fatos". O presidente realça que Dilma amealhou 47,6 milhões de votos, 14,5 milhões a mais que os 33,1 milhões de Serra.

O fato de não ter prevalecido no primeiro turno, diz, não lhe tirou a condição de "favorita". Lula recordou que, em 2002 e 2006, também disputou segundo turno, mas venceu.

Lula disse que o Corinthians estava desfalcado, sem Ronaldo e Dentinho. "O time da Dilma está completo. O Fenômeno está em campo", disse, num autoelogio.

Para acentuar o suposto favoritismo de Dilma, a propaganda mostrará lideranças políticas aliadas na TV.

Governadores e senadores eleitos irão aparecer em depoimentos em que defendem a importância da vitória.

A intenção é mostrar Dilma como grande favorita. Ao citar os 47,7 milhões de votos recebidos nas urnas, a campanha quer mostrar a petista como "uma das mulheres mais votadas da história da humanidade", conforme disse ontem o presidente da sigla, José Eduardo Dutra.

Ficarão de fora temas que levaram a disputa para o segundo turno, como a denúncia de tráfico de influência na Casa Civil e a mudança de posição de Dilma sobre aborto.

Gravaram os governadores reeleitos Eduardo Campos (PE), Cid Gomes (CE) e Jaques Wagner (BA) e os recém-eleitos Tarso Genro (RS) e Renato Casagrande (ES).

Gravados na segunda, em Brasília, os depoimentos foram livres, sem que os políticos seguissem um roteiro.

Portadores da doença de chagas lutam por melhores condições de tratamento

EUA têm déficit orçamentário de US$ 1,275 trilhão




O governo federal dos EUA teve um déficit orçamentário de US$ 1 275 trilhão no ano fiscal 2010, de acordo com dados do Escritório de Orçamento do Congresso (CBO, na sigla em inglês). Segundo o órgão, o déficit - equivalente a 8,9% do Produto Interno Bruto (PIB) norte-americano - foi o segundo maior já registrado desde 1945.

No ano fiscal 2009, os EUA tiveram um déficit orçamentário recorde, de US$ 1,4 trilhão. O déficit deste ano ficou muito acima da meta de longo prazo considerada sustentável por economistas, de 3% do PIB. O ano fiscal do governo dos EUA termina em 30 de setembro.

Nordeste é a região com mais pontos de risco de prostituição infantil

Do JC Online

Pernambuco está em 9º lugar entre os Estados com mais pontos de risco de exploração sexual de menores em estradas federais. É o que aponta levantamento realizado pela Polícia Rodoviária Federal em todo o Brail. Em PE existem 87 pontos de risco, ou um a cada 26,5 km, e princpalmente em áreas urbanas.

Pesquisa anterior com caminhoneiros pediu que este indicassem 2 lugares em que ocorre abuso de crianças e adolescentes. O cruzamento dos dados mostrou que os locais tem aspectos em comum, como prostituição de adultos, consumo de bebidas alcólicas, falta de conselhos tutelares e outros. Então nova enquete foi realizada com policiais rodoviários federais, que indicaram localidades onde aparecem as características de perigo aos jovens.

A maior parte dos pontos de risco está na região Nordeste: 545. O Sul vem em segundo lugar, com 399. No Brasil todo são 1.820 lugares onde a prostituição de crianças tem probabilidade de acontecer.

O objetivo é que estes dados facilitem a criação de políticas públicas de combate à exploração sexual infantil. O estudo foi uma parceria entre a Polícia Rodoviária Federal, Secretaria de Direitos Humanos, Organização Internacional do Trabalho, Childhood Brasil e setor privado.

Ciclone extratropical pode atingir a Região Sul nesta quinta

Uma nova frente fria que veio da Argentina e avança pelo Sul do Brasil desde a noite desta quinta-feira trouxe nuvens carregadas que devem causar ventanias e temporais principalmente na parte oeste dos Estados dessa região. De acordo com a Climatempo, há chance da ocorrência de um ciclone extratropical.

Até as 8 horas desta manhã, os ventos mais fortes medidos pelas estações meteorológicas do Instituto Nacional de Meteorologia foram de 126 quilômetros por hora em Novo Horizonte, na divisa de Santa Catarina com o sul do Paraná, 96 km/h em São Borja, no oeste do Rio Grande do Sul, e de 93 km/h em Foz do Iguaçu, no sudoeste do Paraná.

Em Planalto, também no sudoeste paranaense, uma rajada de vento chegou aos 89 km/h. Em Cascavel, na mesma região do Estado, o aeroporto local registrou sucessivas rajadas entre 74 km/h e 81 km/h durante a madrugada, quando nuvens pesadas passaram sobre a cidade e provocaram chuvas fortes. Em Maringá, no norte do Paraná, durante toda a madrugada e no começo da manhã o aeroporto local registrou muitas rajadas entre 46 km/h e 68 km/h. No entanto, às 8 horas, houve um pico, com uma das rajadas atingindo 127 km/h em meio a chuva intensa.

No decorrer do dia de hoje ainda vai chover por todo o Sul do Brasil, mas a chuva e os ventos vão diminuindo sobre o Estado gaúcho. Em Santa Catarina e no Paraná ainda há risco de temporais durante a tarde, porém a chuva também tende a diminuir à noite.

Mas o Sul do Brasil ainda terá ventos fortes nas próximas 48 horas por conta do novo ciclone extratropical que está em formação. A ventania amanhã e durante o fim de semana deve se concentrar nas áreas próximas ao mar. As capitais do Sul, todo o litoral e também as regiões serranas do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina estarão sujeitos a ventos fortes, que podem superar os 80 km/h. O mar começa a ficar a agitado amanhã e as ondas aumentam. Há risco de ressaca nas praias do Sul do Brasil no fim de semana e a temperatura fica baixa em toda a região.

Greve dos bancários fecha 7.437 agências






A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf) divulgou balanço, no início da noite de hoje (5), informando que 7.437 agências bancárias de todo o país fecharam as portas nesta terça-feira (5).

Houve, portanto, aumento considerável em relação às 3.864 agências paradas no primeiro dia de greve, quarta-feira (29) da semana passada. Uma evolução de 92,5%, de acordo com o presidente da Contraf, Carlos Cordeiro.

Segundo ele, a greve atual já superou a paralisação de 2009 quando o movimento conseguiu fechar 7.222 agência no dia de maior mobilização. O fortalecimento da greve mostra que a adesão dos bancários é crescente, em razão da “postura intransigente” da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban).

Receita libera hoje consulta ao 5º lote de restituições do IRPF


A Receita Federal libera nesta sexta-feira, 8, a partir das 9h, a consulta ao quinto lote multiexercício de restituições do Imposto de Renda da Pessoa Física. Estarão contempladas restituições relativas aos exercícios de 2010, 2009 e 2008. Segundo informações da Receita Federal, 2.774.761 contribuintes com imposto a restituir terão o dinheiro liberado nesse lote, totalizando um montante de R$ 2,482 bilhões.

O valor das restituições será creditado no dia 15 de outubro, na conta bancária. Para as devoluções relativas à declaração entregue neste ano, será aplicada uma correção de 5,14% referente à taxa Selic do período de maio a outubro. Para o lote residual do exercício de 2009, a correção será de 13,6% (período de maio de 2009 a outubro de 2010). As restituições relativas ao exercício de 2008 estarão corrigidas em 25,67% (período de maio de 2008 a outubro de 2010).

Para saber se terá a restituição liberada nesse lote, o contribuinte pode acessar a página da Receita na internet ou ligar para o 146. Caso o contribuinte não tenha indicado a agência e conta bancária a ser depositada a restituição, ele poderá contatar qualquer agência do Banco do Brasil para agendar o crédito em conta corrente ou poupança em seu nome, em qualquer banco.

Richa promete ampliar programa Leite das Crianças

JL
Implantado no Paraná em 2004,quando ainda o atual governador Pessuti era o Secretário da Agricultura, o programa Leite das Crianças será uma obrigação para os governos que assumirem o estado daqui para frente. O projeto tornou-se oficialmente lei estadual no dia 3 de setembro e, assim, deixou de ser uma política de governo para se tornar uma política de Estado. A promessa do governador eleito, Beto Richa (PSDB), é de ampliar o programa de acordo com a demanda. No entanto, a grande questão é se os gastos com o projeto serão ou não incluídos nas despesas com saúde, que devem corresponder a 12% do orçamento do estado de acordo com a Constituição Federal. Nos últimos anos, a inclusão do Leite das Crianças nessa rubrica gerou questionamentos por parte do Tribunal de Contas do estado (TC-PR).

Publicada em Diário Oficial há pouco mais de um mês, a lei que regulamenta o programa determina que mães com crianças de idade entre seis meses e três anos e cuja família tenha renda de no máximo meio salário mínimo regional (R$ 382,50) por pessoa recebam gratuitamente um litro de leite por dia. Atualmente, o projeto promove a distribuição da bebida nos 399 municípios do estado, por meio de 2,2 mil pontos de entrega, e atende a 157 mil crianças.

Por meio da assessoria, Richa disse considerar o Leite das Crianças um programa importante para a organização e o desenvolvimento dos pequenos produtores, bem como um projeto social relevante. Por isso o tucano afirmou que irá ampliá-lo de acordo com as necessidades que forem verificadas com o passar do tempo.

PP do Paraná anuncia apoio a José Serra








O deputado federal Ricardo Barros, presidente do PP no Paraná, anunciou ontem que o partido apoia o candidato José Serra (PSDB) no segundo turno da eleição presidencial. Para Barros, Serra é “a grande opção para o Brasil” e segundo ele a decisão da executiva estadual da legenda foi unânime.

De acordo com o deputado, a tradição do PP no Paraná é apoiar os candidatos do PSDB à Presidência. Ele citou Fernando Henrique Cardoso, que disputou em 1998; José Serra, em 2002; e Geraldo Alckmin, em 2006. Barros recebeu 2,1 milhões de votos na disputa ao Senado (20% do total) e ficou em quarto lugar. Com a derrota, ele ficará, pela primeira vez nos últimos 16 anos, sem ocupar um cargo eletivo. Na quarta-feira, reassumiu a vice-presidência da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), cargo do qual havia se licenciado.

PV: Serra é o preferido na parcial



Por Lauro Jardim:

Na nova parcial da pesquisa interna da Secretaria de Comunicação do PV, o apoio a José Serra está disparado na frente. O tucano é o preferido de 1 357 filiados e simpatizantes (54,4%) do partido, seguido da preferência pela neutralidade por 803 pessoas (32,2%). Dilma Rousseff está em último com o apoio de 335 verdes (13,4%).

Ontem o placar estava mais disputado. Serra tinha 770 votos (46,2%); a tese pró-neutralidade, 713 (42,8%); e Dilma, 183 (11%). A votação vai até a semana que vem e estão faltando os votos de 1 105 filiados e simpatizantes escolhidos pelo PV.

O PV acaba de decidir antecipar do dia 17 para o dia 13 (quarta-feira que vem, portanto) o anúncio oficial sobre quem o partido apoiará neste segundo turno. A decisão foi tomada numa reunião da executiva nacional do PV que terminou há pouco em São Paulo.

Hoje, a tendência do partido é ficar ao lado de José Serra. O que não quer dizer que muitos argumentos petistas não possam, eventualmente, mudar essa inclinação.

Horário eleitoral recomeça nesta sexta; Dilma e Serra terão 20 minutos cada


No segundo turno, o tempo total da propaganda no rádio e na tevê será dividido igualmente entre os candidatos. O programa será exibido em dois blocos, às 13h e às 20h30, e a veiculação é diaria, inclusive aos domingos.

Cada candidato terá, ainda, 7 minutos e 30 segundos de inserções de no máximo 30 segundos a serem distribuídas pelas emissoras ao longo da programação diária. A propaganda no rádio e na tevê termina na antevéspera da eleição, dia 29 de outubro. Até lá, cada candidato terá alcançado 165 minutos de propaganda eleitoral gratuita, divididos em 330 inserções.

Com o segundo turno em andamento o Brasil poderá com mais profundidade analisar as propostas das duas principais candidaturas, o que é bom para o nosso processo de consolidação da democracia e de construção de um projeto estratégico para o país.

O segundo turno propiciará o debate franco entre as principais teses apresentadas pela Dilma e o Serra e quem ganha com isso somos nós os eleitores, que poderemos exercer o poder do voto com maior clareza.

Pessuti mete a boca no berrante


Do Política em Debate:

Em longa entrevista na rádio CBN na tarde de ontem, o governador Orlando Pessuti (PMDB) desabafou e rebateu publicamente os ataques do antecessor, o ex-governador e senador eleito, Roberto Requião (PMDB). Pessuti afirmou que se existe algum problema financeiro na administração estadual a responsabilidade é de Requião, que prometeu e autorizou uma série de obras, sem que houvessem recursos para isso. Também confirmou que não conversa com o ex-aliado desde que assumiu o governo e ele começou a atacá-lo.

“Conversa não tem. Eu tenho procurado me pautar no comando do governo. Não tenho em nenhum momento hostilizado ele e gostaria que ele também não me incomodasse. Ele cuide da vida dele, eu cuido da minha”, disse. “Não fiz nenhuma ação política para prejudicar a sua eleição. Não sabia que mesmo calado eu tinha tanta força para prejudicá-lo”, afirmou. “Durante 27 anos o ajudei a governar o Paraná e ele não teve a mesma postura de nos apoiar em uma única eleição. Foi para a desconstrução da nossa candidatura. Uma semana depois de termos assumido já começou a fazer críticas ao nosso governo e as pessoas que nós nomeamos, que são as mesmas que já estava no governo dele”, reclamou.

De Ivan Santos do Bem Paraná:

Pessuti, que até então vinha evitando polemizar publicamente com o ex-governador, decidiu na última quarta-feira partir para o contra-ataque. Segundo ele, se existe algum problema financeiro na administração estadual a responsabilidade é de Requião, que prometeu e autorizou uma série de obras, sem que houvessem dinheiro em caixa para realizá-las.

“Muitas coisas que o Requião prometeu, ele não conseguiu fazer e eu estou conseguindo. Ele prometeu fazer 151 escolas em parceria com municípios, e não fez nenhuma. Eu consegui fazer pelo menos 27”, contou. Pessuti disse que o antecessor também prometeu e divulgou estar construindo 300 clínicas da mulher. “Na verdade só tinha 146, nós conseguimos colocar mais 72”, explicou. Requião também teria autorizado 64 escolas estaduais novas, mas elas sequer foram licitadas por falta de recursos. “Se alguma coisa de irresponsabilidade aconteceu foi lá atrás quando ele autorizou obras que não podiam ser autorizadas, porque a receita não permitia. E quem diz isso é o Heron Arzua (secretário da Fazenda) que já o assessorava”, afirmou.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | belt buckles