segunda-feira, 14 de maio de 2012

União Europeia critica Israel por assentamentos de colonos


Os ministros de Relações Exteriores da União Europeia fizeram nesta segunda-feira, 14, uma grave crítica a Israel, afirmando que o ritmo acelerado de construção de assentamentos de colonos em territórios palestinos e o tratamento dispensado ao povo palestino ameaçam a possibilidade de uma solução para o conflito na região.
"A UE expressa uma profunda preocupação com os acontecimentos que ameaçam tornar impossível uma solução de dois Estados", disse o grupo de 27 ministros em comunicado divulgado durante reunião em Bruxelas, na Bélgica.
Reiterando que assentamentos em terras ocupadas são considerados ilegais pela legislação internacional, os ministros condenaram "a notável aceleração" das construções de assentamentos desde o fim de uma moratória em 2010 e se mostraram "muito preocupados" com o extremismo de colonos na Cisjordânia.
Os ministros revelaram preocupação também com as expulsões e a demolição de residências palestinas em Jerusalém Oriental e o impedimento de atividades culturais, econômicas, sociais e políticas dos palestinos.
Em resposta à UE, Israel disse em comunicado que a posição europeia inclui "uma longa lista de alegações e críticas que se baseiam num retrato parcial, tendencioso e unilateral da realidade". ( Dow Jones)

Balanço do Esculacho: Levante mobiliza 11 estados contra torturadores


Nesta segunda-feira (14), o Levante Popular da Juventude promoveu mais uma série de esculachos contra torturadores e agentes da repressão da ditadura militar por diversos estados do Brasil. Os atos se basearam na denuncia de ex-agentes que participaram direta ou indiretamente de ações de tortura na época e em frente a prédios que serviam para tais fins, como o Departamento de Ordem Política e Social (Dops) e o Destacamento de Operações de Informações – Centro de Operações de Defesa Interna (Doi/Codi).
Foram realizadas 12 mobilizações organizadas nacionalmente em 11 estados: PE, PA, BA, CE, SE, PB, RN, SP, MG, RJ, RS. Oito agentes foram denunciados publicamente por meio dos esculachos, ao apontarem suas participações nos processos de tortura durante a ditadura.
Os manifestantes apoiam a instalação da Comissão da Verdade, cobram a localização e identificação dos restos mortais de desaparecidos políticos e exigem que os torturadores sejam julgados e punidos.
Além disso, os jovens condenam a movimentação dos setores conservadores dentro e fora das Forças Armadas, que não aceitam a democracia e não admitem a memória, a verdade e a justiça, desrespeitando a autoridade da presidenta Dilma Rousseff e ministros de Estado, como no manifesto “Alerta à nação”.
Desta forma, a juventude organizada pelo Levante sai às ruas para denunciar a impunidade de torturadores e criminosos da ditadura com o objetivo de sensibilizar a sociedade e garantir que a Comissão tenha liberdade para fazer o seu trabalho e alcance seus objetivos.
Ações
Em São Paulo, cerca de 100 jovens fizeram o esculacho do homem que torturou a presidenta Dilma Rousseff, o tenente-coronel reformado Maurício Lopes Lima, reconhecido pela presidenta como torturador da Operação Bandeirante, no município do Guarujá, no litoral de São Paulo.
O estado de Minas Gerais protagonizou outras duas ações. Em Belo Horizonte, o alvo de mais 100 pessoas foi a casa de João Bosco Nacif da Silva, médico-legista da Policia Civil da ditadura militar, denunciado pela participação num crime de assassinato e tortura na capital, em 1969. João Bosco foi responsável por autos de corpo delito na época, como no caso de João Lucas Alves, ao atestar um laudo médico dizendo que o jovem havia se suicidado, de acordo com o livro Tortura Nunca Mais.
No interior do estado, no município de Teófilo Otoni, outros 40 jovens fizeram um ato público nas ruas do centro da cidade. O ponto de partida da marcha foi a antiga cadeia da cidade e o Tiro de Guerra do Exército, e finalizaram na Praça Tiradentes. A atividade teve como objetivo resgatar a memória de Nelson José de Almeida, militante da organização política Comando de Libertação Nacional (COLINA), morto aos 21 anos no município. Além de denunciar o responsável por sua prisão, tortura e morte: o antigo 1º tenente da Polícia Militar Murilo Augusto de Assis Toledo, que foi agente do Dops de Minas.
Já na Bahia, por volta de 150 jovens de Feira de Santana, Cruz das Almas e Salvador foram às ruas da capital para fazer um esculacho contra o torturador Dalmar Caribé, cabo do Exército na ditadura, e responsável pelos assassinatos dos lutadores populares Carlos Lamarca e Zequinha Barreto. Os jovens seguiram em direção à Associação Cultural e Esportiva Braskem (ACEB), localizada no bairro do Costa Azul, local onde funciona a Associação de Karatê da Bahia (ASKABA), entidade fundada em 23 de novembro de 1967, pela família Caribé (Denilson Caribé de Castro e Dalmar Caribé de Castro).
No Rio de Janeiro, 50 jovens fizeram um protesto em frente a casa do torturador José Antônio Nogueira Belham, no Flamengo, Zona Sul. Belhan, envolvido nas torturas como colaborador e informante, foi o chefe do DOI-CODI do Rio. Dentre as inúmeras torturas e assassinatos cometidos em sua repartição está a do engenheiro civil e militante pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) Rubens Paiva, como citado no livro A Ditadura Escancarada, de Elio Gaspari.
Em Sergipe, o esculachado foi o médico apoiador da ditadura Dr. José Carlos Pinheiro, diretor do Hospital e Maternidade Santa Isabel, o mesmo alvo da última ação. Ele é acusado de acompanhar presos políticos submetidos à tortura no 28° Batalhão de Caçadores. Os cerca de 50 jovens denunciam que a função do médico era “diagnosticar” a saúde dos homens e mulheres torturados para determinar se eles aguentariam ou não mais atos de violência.
Em Pernambuco, o torturador escolhido foi o desembargador aposentado Aquino de Farias Reis. Aquino foi delegado de plantão no DOPS de Pernambuco, quando o preso político Odijas Carvalho, estudante de agronomia da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), foi barbaramente torturado aos 26 anos de idade e morto em consequência das torturas, em 30 de fevereiro de 1971. A ação aconteceu em frente ao Condomínio Ilha do Retiro, onde fica sua residência.
No Pará, um grupo de aproximadamente 50 pessoas realizou uma ação de escracho em frente ao prédio do Ministério da Fazenda, na cidade de Belém. O objetivo foi denunciar que naquele prédio trabalham dois torturadores da ditadura militar: Magno José Borges e Armando Souza Dias. Os dois ligados ao DOI-CODI estiveram no episódio da Guerrilha do Araguaia. Além dos cargos públicos, uma denúncia publicada pelo jornalista Mario Augusto Jakobskind diz que ambos também trabalham na Agência Brasileira de Inteligência (Abin).
Na capital do Rio Grande do Norte os jovens resgataram a memória mostrando os rostos e contando a história de quem morreu por defender a liberdade e justiça, ao homenagearem pessoas torturadas e mortas pelo regime, como Edson Neves, Emanuel Bezerra, Anátalia Alves e José Silton Pinheiro. O ato, com um caráter de agitação, aconteceu na Praça Cívica de Natal, em frente ao Palácio dos Esportes.
No Ceará, o foco da ação foi a antiga sede da Polícia Federal, que funcionou como um centro de tortura onde vários militantes de movimentos sociais e partidos políticos foram presos e torturados durante a ditadura, e que hoje em dia abriga a Secretaria de Cultura de Fortaleza (Secultfor). Participaram da ação na capital cearense cerca de 80 pessoas, juntamente com outras entidades e ex-presos políticos, os jovens se mobilizam pela Comissão Nacional da Verdade, em Fortaleza (CE).
Já na Paraíba, o Levante promoveu uma manifestação na Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e na Escola Estadual Presidente Médici, em João Pessoa, com o intuito de dialogar com os estudantes e resgatar à memória o período opressor da Ditadura Militar.
Em Santa Maria (RS), houve uma série de colagem de cartazes pela cidade para denunciar os tempos da ditadura civil-militar brasileira. A atividade procurou problematizar junto à população a necessidade de instauração da Comissão da Verdade, que vai apurar os crimes cometidos durante o período.

Da Servidão Moderna - Jean-François Brient

Internet supera TV e jornal como mídia mais consumida no Brasil, diz estudo


Um estudo inédito realizado pelo IAB Brasil e publicado pelo “G1”revela que, para o brasileiro, a Internet já é o meio de comunicação mais importante. De acordo com a pesquisa, um em cada três brasileiros consome pelo menos duas horas de Internet por dia e navega em sites por pelo menos quatro aparelhos diferentes.
Comparada ao rádio, à TV e ao jornal, a Internet já é a mídia mais consumida, não só em casa, como no trabalho, na escola, em restaurantes, shoppings e reuniões presenciais. Dentre os quase 40% que surfam pelo menos duas horas por dia, somente 25% conseguem gastar o mesmo tempo com a TV. Essa, por sinal, é o meio menos usado entre jovens de 15 a 24 anos.
De maneira geral, mulheres consomem mais mídia do que homens
O público feminino passou o masculino no quesito preferência e consumo de atividades de mídia. 84% das internautas usa a Internet várias vezes ao dia e 65% assiste TV frequentemente enquanto navega na web.
Em casa, a Internet é a mais utilizadas das mídias em todos os períodos do dia: 69% acessam pela manhã, 78% também acessam à tarde e 73% conectam à noite. Apesar do cada vez maior acesso a smartphones e tablets, desktops (77%) e laptops (59%) ainda são as formas mais usadas para acessar a Internet.
O consumo de mídia em mais de um dispositivo é uma tendência. De acordo com a pesquisa, 66% da audiência online já acessa a Internet por mais de dois aparelhos diferentes e 25% dos adultos entre 25 e 34 anos acessa através de quatro ou mais dispositivos.
O uso do computador em paralelo com outras mídias também é maior. 61% usa um desktop ou laptop para acessar a Internet enquanto assiste à TV. Maioria de 65% são mulheres.
De acordo com a pesquisa, o público online no Brasil é aberto e receptivo à propaganda digital. 36% acha que anúncios na web incomodam menos e são mais sinceros que em outros canais. 44%, no entanto, acredita que anúncios de TV ainda são mais marcantes que em outras mídias.
O estudo apontou ainda que as redes sociais estão mais presentes nas classes sociais com menos poder aquisitivo e que um terço das pessoas prefere navegar mais do que qualquer outra atividade. Surpreendentemente, esse número inclui também adultos com mais de 55 anos.

Enquanto a "esquerda" ainda não deu a devida importância para a Comissão da Verdade, ou se deu, em grande parte, foi questionando ou jogando pedras em vez de se organizar para agir: 'Clube Naval cria comissão da verdade paralela à oficial'


Alm. Esq. Marcus Vinicius de Oliveira Santos, Vice-Alm. Veiga Cabral e o Brig. Hélio Gonçalves 


Preocupado em blindar os militares que serão convidados a depor na Comissão Nacional da Verdade e a apresentar um contraponto a possíveis ataques às Forças Armadas, o presidente do Clube Naval, Ricardo Veiga Cabral, criou uma 'comissão paralela da verdade' e montou um grupo jurídico para assessorá-la.
A ideia é analisar os debates na Comissão da Verdade e oferecer orientação jurídica e acompanhamento nos depoimentos. A iniciativa pioneira do Clube Naval deve ser seguida pelos demais Clubes Militares, liderados por militares da reserva, que têm funcionado como a voz do pessoal da ativa que é impedido de falar pelo Regulamento Disciplinar das Forças Armadas.
Na quinta-feira - um dia depois de a comissão oficial começar a funcionar em Brasília, após pomposa posse no Palácio do Planalto com a presença de quatro ex-presidentes -, as preocupações com a conduta dos trabalhos será debatida numa reunião interclubes, no Rio de Janeiro.
'Precisamos estar atentos sobre os passos da comissão e por isso faremos este acompanhamento diuturno', disse Veiga Cabral ao Estado. De acordo com o almirante, a comissão paralela poderá, ainda, 'evoluir para um diálogo com a Comissão da Verdade, ou pelo menos com alguns integrantes dela, para ouvirem nossas justificativas'. Ele teme que a Comissão da Verdade seja 'apenas uma estratégia, um primeiro passo, para, depois, tentarem revogar a Lei da Anistia, que está em vigor e foi ratificada pelo Supremo Tribunal Federal'.
Esquerda. 'Será que eles não vão ceder à esquerda?', questiona Veiga Cabral. Para ele, decorre daí a importância da comissão paralela e de artigos como o publicado pelo Estado no sábado, assinado pelo general de Exército Rômulo Bini, que pede o fim do silêncio pelos militares.
O texto do general Bini - que convoca os militares da reserva e até os chefes para suspenderem o silêncio que se impuseram, para questionarem a Comissão, que chama de revanchista, e pede que reajam aos insultos que a categoria vem recebendo - desagradou ao comandante do Exército, general Enzo Peri.
Há preocupação de que um artigo de um oficial general como Bini, que sempre esteve longe de qualquer radicalismo, sirva de incentivo para outros oficiais, até mesmo da ativa, se manifestem, desencadeando um problema interno com várias vertentes, que começa com a Comissão da Verdade e passa, obrigatoriamente, pela insatisfação salarial, que é imensa. Justamente para evitar a propagação das ideias do general Bini, o artigo dele não foi incluído na resenha do Exército, nem de sábado, nem de domingo, que chega a todas as unidades militares do País.

Regional Tatuquara terá Rua da Cidadania, terminal de ônibus, unidade de saúde, clube da gente e praça


principal
  • miniatura
  • miniatura
  • miniatura
Rádio Prefeitura
Radio Prefeitura
Regional Tatuquara terá Rua da Cidadania, terminal de ônibus, unidade de saúde, ...
A vida dos moradores dos bairros Tatuquara, Caximba e Campo do Santana vai passar por uma grande transformação. Neste sábado (12) o prefeito Luciano Ducci lançou um pacote de obras para a região no valor de R$ 43 milhões. Entre as obras, foi assinado o edital de licitação para a construção da Rua da Cidadania Tatuquara, de 3,6 mil metros quadrados, que será a 10.ª regional da cidade. Ao todo, cerca de 100 mil moradores serão beneficiados com a obra.
"Essa região do Tatuquara vai passar por uma grande transformação. São grandes investimentos que irão mudar a realidade dos moradores que vivem aqui nessa área", explicou Luciano Ducci na assinatura do edital de licitação durante a feira de serviços que foi realizada no terreno que abrigará a Rua da Cidadania.
O prefeito também assinou a ordem de serviço para o início das obras do Clube da Gente Tatuquara, no Moradias Laguna. O espaço vai contar com piscinas semi-olímpicas e de hidroginástica para a população fazer atividades esportivas e culturais de graça. Além da Rua da Cidadania, o Tatuquara receberá um terminal de ônibus e um Centro Municipal de Urgências Médicas 24 horas. Luciano Ducci assinou ainda os editais de licitação para pavimentação de mais 75 ruas do Moradias Rio Bonito e do Conjunto Habitalar. 
O compromisso da construção da Rua da Cidadania Tatuquara foi assumido pela Prefeitura durante uma audiência pública com a população. A Rua da Cidadania terá um prédio de 3.548 metros quadrados no espaço situado entre as ruas presidente João Goulart, Jornalista Emílio Zola Florenzano e Engenheiro João Kloss.
Uma grande praça central vai integrar a administração regional, o terminal de ônibus e o Centro Municipal de Urgências Médicas. O senhor Domingos Pedrão, de 76 anos, foi acompanhar de perto o anúncio das obras. Ele mora no Tatuquara há 10 anos e tem acompanhado a evolução do bairro.
"Agora com a Rua da Cidadania vai melhorar muito para nós moradores. Vamos poder fazer todos os serviços da Prefeitura aqui perto de casa", disse Domingos. Outra moradora que comemorou o anúncio das obras foi Ana Nita. "O terminal de ônibus e a unidade de saúde vão facilitar bastante a nossa vida. O bairro vai ganhar mais infraestrutura", disse a moradora.
Asfalto - Luciano Ducci também anunciou a revitalização da rua Enette Dubard, uma importante via de ligação no Tatuquara. O trecho da rua, entre a Rua Desembargador Ernani de Abreu e a Rua Doutor Cesar Pernetta, receberá asfalto e calçadas novas numa extensão de 1.200 metros.
O prefeito adiantou ainda que todas as ruas do conjunto habitacional Moradias Rio Bonito serão asfaltadas. "Essas obras vão trazer mais saúde para nós. Quando chovia fazia barro e com o tempo seco tinha muito pó. Vai melhorar muito a nossa vida", afirmou Reginaldo Santos, de 38 anos, morador do Rio Bonito. Os conjuntos Habitalar 3 e 10 também vão receber asfalto novo, galerias de águas pluviais e sinalização.
Eixo de Integração - Na manhã deste sábado, a Prefeitura também inaugurou de forma oficial o Eixo de Integração, que liga o Tatuquara a rua João Bettega, no CIC. O eixo conta com três trincheiras e foi a segunda maior obra viária de Curitiba, atrás apenas da Linha Verde. Secretários municipais, administradores regionais, lideranças comunitárias e os vereadores Professor Galdino e Juliano Borghetti também participaram da assinatura para as obras no Tatuquara.
Crescimento - O novo conjunto de obras leva infraestrutura e serviços a uma das regiões que apresentou maior índice de crescimento populacional nos últimos anos. Nos últimos dez anos, os bairros do Tatuquara, Caximba e Campo de Santana ganharam juntos 35.810 moradores.
Na década, o percentual de crescimento na área da nova administração foi de 77,6% que corresponde a 5,91% ao ano. Uma taxa muito maior do que toda Curitiba, que cresceu no 10,37% nos mesmos dez anos.
E a população da região vai crescer ainda mais nos próximos anos. Nove empreendimentos habitacionais estão em obras no Tatuquara e Campo de Santana, com entrega prevista para 2012 e 2013, o que representa um acréscimo de 1.950 novas moradias. Portanto, nos próximos dois anos, cerca de oito mil pessoas passarão a morar nos bairros da nova Regional.
As unidades dos nove conjuntos residenciais serão destinadas a inscritos na fila da Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) e também para reassentamento de famílias que vivem em situação de risco social em ocupações irregulares. As obras de habitação na região representam investimento de R$ 129 milhões, recursos do programa Minha Casa Minha Vida e do Fundo Municipal de Habitação de Interesse Social (FMHIS).

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | belt buckles