terça-feira, 18 de setembro de 2012

Lula: "Nunca antes na história deste país" .....


Nada de Dilma (PT) com Fruet (PDT)

Dilma Rousseff vai a São Paulo em três datas participar de comícios pelo candidato a PT a prefeito, Fernando Haddad. Nos dias 21, 28 e 29. A pressão para que ela entre pessoalmente na campanha se acentuou porque pesquisas internas apontam que o tucano José Serra não está caindo como imaginavam e que Haddad não está subindo com a velocidade esperada. Ninguém no PT está pensando em lançar uma bóia de salva-vidas como essa para Gustavo Fruet que vê sua candidatura naufragar a cada nova pesquisa. Dilma não quer se associar a essa derrota anunciada e vai passar ao largo da candidatura Fruet. Os petistas, no entanto, discretamente vão cristianizando Fruet e passando a apoiar a candidatura de Ratinho Júnior. (Cícero Cattani)

MP acusa Barbosa Neto (PDT) de desviar R$ 3,8 mi

O Ministério Público (MP) do Paraná protocolou ontem (17) denúncia criminal no Tribunal de Justiça (TJ) do Paraná contra o atual prefeito de Londrina, José Joaquim Martins Ribeiro (ex-PSC, hoje sem partido), e contra o ex-prefeito Barbosa Neto (PDT). Ambos são acusados por formação de quadrilha, fraude em licitação, corrupção passiva, peculato e lavagem de dinheiro. Outras 17 pessoas também são denunciadas por um ou mais dos crimes citados, entre elas seis ex-secretários municipais. De acordo com a denúncia, baseada em inquérito policial, pelo menos R$ 3,8 milhões foram desviados dos cofres públicos da prefeitura. Outros R$ 540 mil foram pagos em propinas. (AB)

Homem encapuzado atira contra sede de sindicato em Curitiba durante posse


Um homem invadiu o terreno da sede do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Petroquímicas do Paraná (Sindiquimica-PR) e atirou contra o prédio da entidade, no bairro Fazendinha, em Curitiba. Os disparos foram feitos por um sujeito encapuzado depois de uma cerimônia de posse da nova diretoria da entidade, na sexta-feira (14). O caso ocorreu por volta das 23h30, quando parte dos convidados já havia ido embora.

No local estavam representantes do sindicato, políticos e membros de organizações não governamentais. Eles participavam de um coquetel, quando foram surpreendidos com cerca de nove tiros. As balas atingiram as janelas e paredes da sede da entidade. Ninguém ficou ferido, mas os convidados se assustaram e se abaixaram com medo de serem atingidos.
Segundo ele, a Polícia Militar foi chamada e uma viatura do 23º Batalhão esteve no local para recolher informações. Testemunhas disseram que o autor da ação entrou em um Monza a poucas quadras da sede alvejada, mas a PM não conseguiu localizar nenhum suspeito. O protocolo da PM, segundo Fier, será levado à Polícia Civil nesta quarta-feira (19) para que seja feita uma investigação do caso.“O homem entrou e percorreu todo o redor da nossa sede fazendo os disparos. Depois ele parou bem em frente, viu que nós estávamos na parte de trás, no salão de festas, e atirou duas vezes para cima. Não acertou a gente porque não quis”, disse o coordenador do Sindiquimica-PR, Paulo Roberto Fier.
A princípio, Fier descarta a possibilidade de os tiros terem sido feitos em represália à nova chapa, já que o processo de eleição foi resultado de uma chapa única. A hipótese levantada por Fier é que o ato tenha ocorrido em uma tentativa de intimidar a entidade por causa da maneira como a organização atua, com temas que envolvem grandes interesses econômicos.  (GP)

Cinco mil militares participam da Operação Amazônia 2012


Durante as próximas duas semanas, cinco mil homens das Forças Armadas participam de um exercício militar no Norte do país. De acordo com o Ministério da Defesa, a chamada Operação Amazônia 2012 conta com a participação da Marinha, do Exército e da Aeronáutica e tem como objetivo aprimorar o trabalho conjunto das três Forças para atuarem, de forma coordenada e eficaz, em conflitos convencionais no ambiente ribeirinho e de selva.
O treinamento começou na foz do Rio Amazonas e segue até o dia 28 nos estados do Amazonas, Pará, de Rondônia e do Acre. Além de exercícios militares, serão feitas ações de apoio médico e odontológico às populações isoladas localizadas ao longo dos rios Solimões, Purus e Juruá. A expectativa do governo é que pelo menos 3 mil pessoas sejam atendidas.
A Operação Amazônia 2012 é o décimo exercício desse porte feito na região desde 2002. Até dezembro deste ano, estão programadas ainda ações conjuntas no Centro-Oeste e em áreas de fronteira nas regiões Norte, Sul e Centro-Oeste, além de uma operação nas águas das regiões Sudeste e Sul.

Guido Mantega critica política monetária dos Estados Unidos


O ministro da Fazenda do Brasil, Guido Mantega, criticou duramente nesta terça-feira a política americana dos Estados Unidos, que, segundo, ele "pode provocar muitos problemas aos países emergentes".
Após uma reunião em Paris com o ministro das Finanças da França, Pierre Moscovici, Mantega criticou as recentes medidas do Fed (Federal Reserve, banco central americano), que anunciou na semana passada um programa adicional de estímulo à economia.
"Ficamos preocupados porque não acreditamos que isto resolva em grande medida os problemas dos Estados Unidos, mas vai provocar problemas para os países emergentes", explicou Mantega.
Segundo o ministro brasileiro, a desvalorização da moeda americana fará o Brasil perder dinheiro, já que o país tem muitas reservas em dólares.
"Com a desvalorização do dólar, perdemos competitividade", completou.
Para Mantega, os Estados Unidos devem executar uma reativação orçamentária, mais do que monetária.
"Sei que eles têm problemas políticos neste momento e pode ser que, depois das eleições (presidenciais, em novembro), mudem de estratégia", afirmou.
Guido Mantega já criticou no passado a grande emissão monetária nos Estados Unidos e seus efeitos negativos para os países emergentes, chegando, inclusive, a citar a ameaça de uma "guerra cambial".
Questionado sobre a posição brasileira, Moscovici comentou que este é um tema que deve ser tratado nos fóruns multilaterais, mas concordou que as coisas podem mudar após as eleições nos Estados Unidos.
Ao falar sobre a crise na zona do euro, o ministro brasileiro estimulou os europeus a aplicar suas soluções.
"É preciso atuar mais rapidamente", afirmou.
Nas palavras de Mantega, "é necessário organizar a supervisão bancária o mais rápido possível para que o mecanismo funcione", com uma recapitalização direta dos bancos em dificuldades por meio dos fundos de resgate da Eurozona.
"Esperamos que os problemas sejam resolvidos e que o dinheiro chegue a Espanha e aos países que precisam", disse.
De acordo com Mantega, os problemas "impedem avançar no tema do crescimento", uma preocupação que afeta todo o mundo.
Moscovici concordou com o ministro brasileiro.
"Sabemos que devemos progredir na supervisão bancária e na aplicação de um verdadeiro programa de crescimento para a Europa".
Segundo o ministro francês, "a Europa está começando a ver a luz no fim do túnel e a recuperada confiança dos mercados também quer dizer que a fase de aguda inquietação está ficando para trás". (AFP)

PT convoca 'batalha' contra mensalão

Preocupada com o impacto do julgamento do mensalão nas campanhas eleitorais, a cúpula do PT decidiu na segunda-feira (17) convocar os militantes para uma “batalha do tamanho do Brasil” em defesa do partido, do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do legado dos governos petistas. Depois de uma reunião que durou o dia todo, a Executiva Nacional do PT divulgou nota na qual afirma que a “mobilização geral” da militância é condição fundamental para desfazer “mentiras”, reafirmar o projeto de poder do PT e vencer as eleições municipais.
O presidente do PT, Rui Falcão, saiu da reunião antes do almoço para encontrar Lula e só retornou três horas depois. O tom da nota divulgada pela direção do partido, no dia em que o Supremo Tribunal Federal começou a julgar o “núcleo político” do mensalão, passou pelo seu crivo. A presidente Dilma Rousseff também conversou por telefone com Lula, na segunda-feira (17) e no fim de semana.
Falcão não quis comentar o encontro, mas o jornal O Estado de S. Paulo apurou que Lula ficou muito irritado com notícia publicada na segunda-feira (17) na coluna do jornalista Ricardo Noblat, no jornal O Globo, informando que Marcos Valério, operador do mensalão, teria gravado um vídeo com denúncias capazes de “derrubar” seu governo, se ele estivesse no poder. Além disso, afirmações atribuídas a Marcos Valério pela revista Veja puxam Lula para o centro do escândalo como “chefe do mensalão”.
Apesar de dizer, em conversas reservadas, que o PT e ele são vítimas de “golpe baixo” dos adversários, Lula prefere manter o silêncio, sob o argumento de que qualquer declaração pode interferir tanto no julgamento no Supremo como nas principais campanhas do partido. A ordem vale para dirigentes, deputados e senadores, orientados por advogados a não comentar publicamente o processo. Diante desse cenário, a estratégia definida na segunda-feira (17) foi a de conclamar os militantes do PT para entrar na guerra.
‘Mentiras’
“A mobilização geral de nossa força militante é a condição fundamental para nosso sucesso nos dias 7 e 28 de outubro. Pois é a militância consciente quem desfaz as mentiras, demarca o campo, afirma nosso projeto, reúne nossas bases e alianças, construindo vitórias não apenas eleitorais, mas também políticas”, diz a nota aprovada pela Executiva do PT.
Fiel à estratégia de não esticar a polêmica, Falcão foi enigmático ao deixar a reunião. Questionado por jornalistas sobre a quais mentiras o PT se referia, o deputado desconversou. “São mentiras que costumam ocorrer nas campanhas eleitorais. Faltam três semanas para as eleições e estamos convocando a militância porque o PT sempre foi o partido da reta de chegada.”
A nota do PT convoca filiados, simpatizantes, parlamentares e até governantes “para uma batalha do tamanho do Brasil” em bairros, escolas, empresas e nas redes sociais. “(...) Em cada cidade, pequena, média ou grande, trata-se de obter grandes votações, elegendo vereadores (...) e prefeitos. E fazendo a defesa de nosso partido, do ex-presidente Lula, de nossos mandatos e lideranças, bem como do legado dos nossos governos, que melhoraram as condições de vida e fortaleceram a dignidade do povo brasileiro”, assinala o texto.
O PT fez questão de manifestar apoio às medidas anunciadas por Dilma na área econômica. “Estas medidas - entre as quais se destaca a redução da taxa de juros e das tarifas de energia elétrica - já se demonstraram essenciais para proteger o Brasil dos impactos da crise internacional, que continua se agravando”, diz o documento. Na convocação aos militantes, o PT argumenta que a vitória nas eleições municipais “deve ser vista nesta mesma perspectiva”, para fortalecer o projeto nacional petista.
Embora a direção do PT diga que a sigla está bem nas disputas em João Pessoa, Cuiabá, Goiânia e Rio Branco, o receio é que a série de reveses enfrentados pelo partido seja prejudicial às campanhas nas principais capitais do País. (AE)

Ducci pede que PF investigue panfleto contra Ratinho, que diz que já sabe quem são os "aloprados"


A coligação do prefeito Luciano Ducci foi na manhã desta terça-feira à Polícia Federal para pedir que investigue um panfleto.
O material é cheio de acusações contra Ratinho Jr. e está sendo distribuído pela cidade. Traz a foto do prefeito e o CNPJ de sua campanha.
No entanto, o grupo de Ducci jura que não tem nada a ver com o caso. E foi pedir a investigação para que tudo se esclareça.
O próprio Ducci, dizem, teria ligado pessoalmente a Ratinho para dizer que aquilo não era coisa de seu pessoal.
A coligação de Ratinho, por sua vez, marcou uma coletiva de imprensa para as 16 horas para tratar do assunto. (Caixa Zero)

Ratinho Junior já sabe de onde partiram os panfletos apócrifos


Ratinho Jr (PSC).
A coordenação jurídica de Ratinho Junior já sabe de ontem partiram os panfletos apócrifos, distribuídos nesta manhã em Curitiba, que fazem acusações contra o candidato a prefeito pelo PSC. Os advogados analisam imagens captadas na operação de distribuição do material que, de acordo com a campanha de Ratinho, foi falsamente assinado pelo comitê do prefeito Luciano Ducci (PSB).
O blog conversou com um dos coordenadores de Ratinho Jr. Segundo ele, o material distribuído tem as digitais de “aloprados” de uma das campanhas adversárias. “Isso é muito ruim para a democracia. Eleição se ganha ou perde, mas dentro dos preceitos éticos”, discursou.
Ao que parece, o panfletão falso tinha como objetivo de jogar Ratinho Junior contra Ducci. O candidato do PSC vem dividindo a liderança nas pesquisas com o prefeito.
Logo mais, às 16 horas, Ratinho Jr concederá uma entrevista coletiva sobre o episódio, considerado pela sua campanha como “muito desagradável”. (Blog do Esmael)


Ratinho Jr. denuncia autores


Ratinho Jr dará logo mais uma coletiva quando vai falar da panfletagem abortada na madrugada pela sua equipe. Segundo já se sabe, desde às 17 horas de segunda, a coordenação da companha sabia da operação. O encontro dos panfleteiros foi marcado para o terminal do Carmo, de onde partiriam as kombis. Surpreendido, o pessoal se dispersou e o conteúdo de um dos carros foi desovado. A placa dos carros envolvidos na operação foram anotados e filmados, com a presença de um funcionário do TRE. O coordenador já foi identificado, mas seu nome está sendo mantido em sigilo. (Cícero Cattani)


Casal Fruet abandona a inanição e parte para ataque frontal

O casal Gustavo e Márcia Fruet parece convencido que o adversário do primeiro turno é Ratinho Júnior. Na TV, Fruet repetiu o programa que comprarou Ratinho a Collor e nas entrevistas manda bala no pai e no filho. "Ele (Ratinho Jr) teve uma atuação parlamentar insignificante". 
 
Fruet:"Voltei de Brasília sem concessão de rádio ou de TV e sem depender de qualquer tipo de benefício de qualquer governo”.
 
A mulher de Fruet, Márcia, tem usado o mesmo tom no twitter: “12 anos em Brasília. Gustavo Fruet voltou sem aumento exorbitante de patrimônio, sem laranjas, sem concessão de rádio ou TV. sem cargos”.

Bancários iniciam greve e fecham agências em Curitiba

A greve dos bancários começou na manhã desta terça-feira (18) com o fechamento de diversas agências. O movimento é nacional e afeta clientes em todo o país, inclusive em Curitiba.

A reportagem percorreu dez agências bancárias do Centro da cidade e todas estavam fechadas pela manhã. Os caixas eletrônicos funcionam normalmente, porém, três locais, entre os visitados, não tinham envelopes para a realização de depósitos. São eles: Itaú, da Marechal Deodoro da Fonseca; Banco do Brasil, da Praça Tiradentes; e Caixa Econômica Federal, da Praça Carlos Gomes.

Nos locais em que faltam envelopes, os funcionários que auxiliam as pessoas nos postos de auto atendimento fazem recomendações aos clientes. A maioria deles diz para as pessoas procurarem o quanto antes agências dos bairros, pois não se sabe até quando os bancos dos locais mais afastados do Centro ficarão abertos.
A estimativa do Sindicato dos Bancários de Curitiba é de que, em um primeiro momento, as agências da região central fiquem fechadas. O movimento deve se espalhar com o passar dos dias para outros pontos da cidade.
Segundo o sindicato, as entidades patronais não entraram em contato nem fizeram contraproposta após a decisão pela paralisação e a categoria decidiu por iniciar a greve. A categoria reivindica aumento salarial de 10,25% (aumento real de 5%), mas os bancos ofereceram 6% (aumento real de 0,58%).
Funcionários também reivindicam participação nos lucros de três salários mais R$ 4.961,25, piso salarial do Dieese (R$ 2.416,38) e vales alimentação e refeição de R$ 622, entre outras solicitações.
Os bancários entregaram a pauta com as reivindicações no dia 1º de agosto; a data-base da categoria é 1º de setembro. Após nove rodadas de negociação com a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos), não houve acordo para o índice de reajuste.
Durante a greve, os caixas de auto-atendimento vão continuar funcionando normalmente para atender aos clientes.
Segundo balanço do Dieese, quase a totalidade das categorias (97%) que fecharam acordo no primeiro semestre do ano tiveram aumento real e a média de aumento real recebido foi de 2,23% --o melhor resultado das negociações salariais acompanhadas pelo órgão desde 1996.
Os bancários argumentam que os altos executivos dos quatro principais bancos --Banco do Brasil, Bradesco, Itaú e Santander-- deve crescer 9,7% entre 2011 e 2012.
No ano passado, os bancários cruzaram os braços durante 21 dias, na greve que contou com participação recorde dos cerca de 500 mil bancários.
Febraban
O presidente da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), Murilo Portugal, disse na sexta-feira (14) que a entidade tinha até esta segunda para negociar com os bancários em vários Estados.
"Continuamos intensamente em processo de negociação. O interesse é evitar a paralisação, que não é boa para os bancos nem para os bancários --e muito menos para a população", disse o executivo. Portugal não comentou qual poderia ser a contraproposta dos bancos.

A amiga Marlene Zannin comunica o falecimento do nosso eterno amigo Gilberto Fonseca em um trágico acidente


há 2 horas
Marlene Zannin
  • Molina, boa noite. Acabo de receber a notícia de Colorado que o Gilberto Fonseca teve um acidente hoje e não resistiu. Postei uma mensagem no perfil do filhas e filhos da Upe, mas não sei se o pessoal vai ver. O funeral é amanhã no final da tarde, em Colorado. Eu estou indo pra lá.

    Filh@s da UPE. É com imenso pesar que comunico o falecimento, na tarde de hoje, do grande amigo e companheiro do ME, o advogado Gilberto Fonseca. Gostaria de homenageá-lo, mas nem tenho palavras neste momento.O funeral será amanhã no final da tarde, em Colorado, onde residia.

    Morre Gilberto Fonseca

    Faleceu no início desta noite, em Colorado, o sociólogo e advogado Gilberto Fonseca. Gilberto Fonseca foi candidato a deputado estadual pelo PMDB, diretor da Secretaria Estadual do Trabalho do governo José Richa (1983 a 1986). Em 1999, a convite de Carlos Alberto Cotta, assumiu a Diretoria da Secretaria de Assuntos Comunitários, responsável pela implantação do Orçamento Popular em Maringá, ficando até dezembro de 2000. Articulador político, foi o responsável pela organização e coordenação da eleição e reeleição do atual prefeito de Colorado, Marcos Consalter. Gilberto foi militante do MR-8 e grande lutador pela derrubada do regime militar. Ele será sepultado em Colorado. Gilberto estava em seu sítio quando uma vaca  nelore, com bezerro pequeno, avançou sobre ele.

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | belt buckles