domingo, 17 de abril de 2011

Agradeço pela solidariedade que tive por ter dado o depoimento apresentado na novela 'Amor e Revolução'


Caro Molina,

Obrigado pelo seu depoimento corajoso e verdadeiro. Um tapa na cara dos que tentam reescrever a história conforme suas melhores conveniências e interesses.
Abraço,
Amilcar

Paulo José

Caro Molina:

Assisti e apresento minha solidariedade por tão comovente depoimento, que foi verdadeira homenagem a memória de Belmiro d’Oliveira Felipe e José Nora Ribeiro, além de tantos outros que lutaram por democracia e justiça social.

Grato por nos honrar com o aviso de que o depoimento iria ao ar, no próximo sábado deverei colocar no ar aqui no nosso canal de Tupã, esse depoimento não pode cair no esquecimento, tem que ser divulgado.

Estou passando o link abaixo, para todos os meus contatos, para que tomem conhecimento deste momento difícil da vida nacional.

Abraços:

Paulo José

Pedro Henrique:
Carlos,após este depoimento que sacudiu as entranhas da ditadura eu te declaro Antonio Carlos.E sobre este nome seja edificada a justiça àqueles que foram vítimas do autoritarismo e do desagravo aos direitos humanos.Nesta semana Santa relembremos daquele que perante o Sinédrio foi condenado,espancado,humilhado,torturado até a morte preso numa cruz covardemente.Seu unico objetivo era um mundo melhor ,sem opressão.Nasceu em uma gruta em Belem junto com animais,foi ridicularizado pelo seu proprio povo em Nazare,Deu alimentos a famintos,operou infinitos milagres ao seu povo,expulsou do Templo os vendilhoes e hipocritas.Mostrou ao mundo que podemos sim vivermos como irmãos respeitando as diferenças e que há espaço para todos.Enfrentou o Imperio e a inveja da Igreja daquela época.Mas a sua luta ,sua dor e seu sangue derramado pelas ruas de Jerusalem em morte agonizante deu inicio a um movimento que permanecera por toda a eternidade.Ele já esta entre nós novamente e cada um de nós seguindo seus Ensinamentos vamos edificar uma nova civilização alicerçada na justiça social,no respeito aos direitos humanos e no cuidado com a grande natureza-Nosso planeta Terra.

*SINTESPAR*:
Amigo Molina parabens, e seus amigos irão divulgar seu video
Estou orgulhoso de ser seu amigo
abraços
adir

FATIMA
depoimentos de amor e revolução

... NA VERDADE PASSEI A TER CONHECIMENTO DA CAUSA AGORA HA POUCO. MAS TIVE AMIGOS QE SOFRERAM NAQUELA EPOCA. INCLUSIVE UM QE GOSTARIA QE VC DESSE UMA OLHADA NO DEPOIMENTO DELE, O CARLOS MOLINA! EU MORO EM UMA REGIAO QE TODA VIDA FOI CALMA, MAS NA MINHA CIDADE NATAL, MORRINHOS EU TIVE CONHECIMENTO DE CASOS EXTRAORDINARIOS, CASOS QE CUSTO A ACREDITAR QE SUCEDERAM POR AQUI. EU GOSTARIA QE VC VISSE O DEPOIMENTO DELE PQ VC NOTARA QE A PREUCUPAÇAO DO MOLINA, É COM A SITUAÇAO EM QE FORAM CONDUZIDOS ESSES CASOS, VC VERA QE NO DEPOIMENTO DELE, VC GUAZE NAO OUVE ELE MENCIONAR QE FOI ESPANCADO, MOLESTADO, TORTURADO ETC...ELE OCUPOU O TEMPO DELE EM FALAR SOBRE AS MUDANÇAS QE SURGIRAM E COMO ANDAM AS COISAS ATUALMENTE! SABEMOS DE ANTEMAO QE TODOS QE PASSARAM PELA PRISAO NA EPOCA FORAM VITIMAS, MAS EU FIQUEI EMOCIONADA COM O DEPOIMENTO DE CARLOS! ESSA PAGINA FOI ABERTA PRA NÓS MANIFESTARMOS A NOSSA OPINIAO E EU ESTOU DANDO A MINHA. ALGUNS PODEM ATE ME CRITICAR POR NAO ME ATER NAQUELE TIPO DE BARBARIE QE PESSOAS FORAM VITIMAS, MAS EU, ACREDITO QE SEM LUTA, SEM DETERMINAÇAO NAO É POSSIVEL SE CONQUISTAR NADA. TODAS AS PESSOAS ENVOLVIDAS TIVERAM SEU PAPEL A SEREM DESEMPENHADOS, É A LEI DA VIDA É O RESULTADO DOS EFEITOS. VC ME COMPREENDE?

Joseli Araujo

E hoje, vejo o quanto isso foi impactante ... tantos camaradas ainda perdidos em sua procura ... alcoolismo, sem uma profissao definida, sofrendo por nao ter terminado a faculdade para se dedicar a luta revolucionaria que acreditavam que estava "logo ali", etc,,, etc,,, etc,,, dores, desamores, etc.... sem ser romantica, ou idealista, pois acho que TUDO VALEU A PENA!!!... um ab

Aluizio Palmar

Parabéns Molina.

Seu depoimento mexeu com as emoções.
Você foi didático e mostrou o sofrimento dos que ficaram resistindo.

Elba Ravaglio:Molina

Importante seu depoimento pela credibilidade que ele empresta ao conteúdo da novela -- de denúncia de uma ditadura e das forças terríveis que dominaram o País por tanto tempo e ainda estão presentes entre as elites políticas e econômicas, cujo ranço permeia o pensamento e a cultura de um público acostumado aos melodramas vazios, às intrigas e fofocas das novelas com que as nossas televisões embrutecem a população.
Abraço,
Elba.

M Beatriz: Carlos.

Vi o seu depoimento hoje e me emocionei muito por te ver falando sobre uma época que eu sei o quanto foi difícil e que eu posso imaginar como foi sofrida.
Eu acredito que a Vida é muito maior do que imaginamos e neste momento, eu acredito também que Ela está te honrando.

Honrando pela sua coragem, sua lealdade por todos os nobres ideais da Justiça, Igualdade e Fraternidade.

Honrando o seu desprendimento, por se colocar a serviço de outros, por amor a uma causa.

Honrando pelo seu bom coração. E isso não são todos que conseguem ver ainda, por causa do preconceito e do medo que temos em ter que lidar com pessoas que não se submetem às coisas "normais" da vida.

Sei a pessoa boa que você é.

E sinto também que é um período de libertação pra você. Você cumpriu um grande papel e a Vida tá te libertando pra novos rumos.

Esta semana ouvi uma frase muito legal escrita por um fotógrafo que fotografou africanos em situação de miséria por causa das guerras, conflitos e fome. Me tocou muito e vou te repassar:

" Esqueça a perfeição, Trabalhe com o que você tem. Em tudo há uma falha e é por esta falha que a luz entra"

Tenha uma grande Vida.

Com muito carinho. Bia

Ocimar:
e ai Antonio Carlos, se emocionou é?
Mesmo que pouco, sentí na péle o APARTHAID social em Tupã, viajei até as reuniões na União Cultural XIII de maio.
Foi feliz em dizer que a nossa manifestação foi na rua e até de uma maneira inocente...mas fomos.
Lembro das viagens de trem para SP, em 79 ano de reconstrução da UNE, da posse do Rui Cesár, das passeatas na Teodoro, de algumas cachaças na rua dos estudantes (liberdade).
Preferí o caminho do Colorido, da Odarice, da poesia concreta.
Sem essa época e sem o nosso convívio não seria nem metade do que sou hoje de cultura pessoal e social.
Abraços.
Longevidade das tartarugas.
namastê!!!

A.E.F.
Não só a tortura condenou a juventude, você demonstrou que ainda somos resutados de todas as outras formas de silêncio que perduravam naqueles anos.O que deixamos de viver e de construir.
Um grande abraço , companheiro!

Rose:
Assisti meu irmão, não pude deixar de me emocionar, as lágrimas escorreram em meio a saudade.
Como vc tb não acredito que isto acabou, vemos sempre o autoritarismo em cima de profissionais da rede pública como se estes fossem somente números e não vidas, me refiro aqueles que trabalham e não conseguem sustentar com dignidade uma família.
Leis que valem para alguns para outros não, geralmente a classe desvalorizada é aquela que deveria ser respeitada, fazem isso para que o nosso povo seja alienado e sem cultura.
Massacrando por ex profissionais da educação, pensam que terão menos deles, doce engano.
E assim é tudo no sistema, temos políticos super bem pagos e assim mesmo corruptos, leis absurdas que protegem os assassinos, ladrões e não o povo.
Isto será democracia ou será uma forma de amedrontar uma nação?
Bjs .. te amo.

Geraldo Dantas:
Parabéns Carlos, você é um grande homem, um grande revolucionário!
Seu depoimento realmente foi emocionante.
Um grande abraço

Antonio:
Parabéns por seu depoimento Molina!
Certamente contribuiu para a abertura dos arquivos, e serviu como alerta para o tipo de "democracia" ora instalada.
O arbítrio não acabou? Claro que não!
Como bem sabes, todo estado é uma ditadura de classe, e este em vigor não nos pertence, ainda que possamos ocupar provisoriamente alguns espaços...
Então a luta continua camarada!
Um forte abraço!

JORGE:
Grande Molina, vamos divulgar o seu depoimento para que chegue juventude, você é autêntico. Forte Abraço.

JORGE

Carlos
Caro companheiro, O seu depoimento foi o que demais autêntico ví, não se preucupou em relatar as torturas que sofreu, fez um retrato do passado, naquele
momento, pode acreditar, fiquei de alma lavada, pois você, fez vozes caladas ou que não podem falar, por devido a limitações não fazerem parte de quadros seletos e pela situação de opressão que ainda passam, se sentirem ao meu exemplo, resgatados. Se algum grupo ficou alheio. OS HUMILDES NÂO FICARAM.


Branco (Músico):
Que legal, Molina!!! Acompanhei a novela, e seu depoimento!!! Bacana!!! Abraço!!!


Senô:
Amigo Carlos assisti ao seu depoimento e gostei muito. Gostaria que voce tivesse tido mais tempo para discorrer sobre aqueles anos cruéis. Foi muito boa a sua fala.Parabéns. E tenho acompanhado o seu blog.Grande abraço amigo de sempre.Em tempo:achei muito engraçado e apropriado voce ter chamado o Castanheira e sua laia de fascínoras.

Verusca:
eu não sabia que vc ainda era perseguido,aliás eu nem sabia que vc tinha sido um dia,tenho mais respeito por vc hoje que sei,eu tenho admiração pelas pessoas que lutaram contra esses assassinos.Essas pessoas nã podem achar que podem voltar,pois tem gente aí que acha que sim,eles nos ameaçam,dizem que nossa hora chega,quando damos nossas opiniões pela web,como eu não vivi isso,era criança,eu só tive a noção do perigo dessa gente,lendo o blog dos desaparecidos,vendo as fotos das vitimas e lendo,e as ameaças de quem tem alguma ligação com eles.Mas eles não voltam não,eles vão ter medo,o povo está um pouco mais instruido.E tem a web aí pra divulgar tudo,eu faço a minha parte,falo,divulgo,faço um certo sensacionalismo mesmo pq quero audoiencia não por dinhiero mas por consciencia,então vale.Abraço

Delei -:
Olá amigo Molina, bom dia!

Ví o vídeo com o seu depoimento, e o provimento em
suas palavras, do que lí em uma frase de um poema, cujo
autor eu desconheço, de que; "A palavra verdadeira
é franca e transparente, pois, traz no traço a alma da
gente..."
Emocionante, justamente por mostrar, verdade.

Grande abraço, e bom domingo, sob as bençãos de Deus.

O Movimento Estudantil mudando a História

Ditadura militar: Contos da resistência















O desgoverno Requião não investiu na Ferroeste e ainda deixou a mesma totalmente endividada

O desgoverno Requião deixou a Ferroeste com dívidas de aproximadamente R$ 9 milhões, as quais não eram pagas há mais de ano e somente 866,11 em caixa. Se estas não tivessem sido bem renegociadas pelo sério e competente José Carlos Mendes, na época diretor financeiro,e isto feito sem encargos financeiros e parceladas de 12 a 18 meses, no mês de dezembro do ano passado o montante desta chegaria a R$ 12 milhões. No saneamento o governo estadual destinou R$ 5 milhões para pagar fornecedores e negociar o parcelamento das dívidas.

Novo presidente estadual do PSDB, Richa quer Fruet e Ducci juntos


O governador do Paraná, Beto Richa (PSDB) foi eleito presidente do partido no estado neste domingo (17), em convenção partidária realizada no Hotel Bourbon, em Curitiba. No evento, Richa afirmou que vai trabalhar para que haja um entendimento entre o ex-deputado federal Gustavo Fruet (PSDB) e o prefeito de Curitiba Luciano Ducci (PSB) para a disputa pela prefeitura de capital paranaense no ano que vem.

O governador acredita que os dois poderiam ser candidatos ao cargo com o apoio do PSDB, mas será preciso entrar em um acordo para que o partido não fique dividido. Desde janeiro, Fruet manifestou a vontade de ser o candidato tucanos nas próximas eleições municipais e não teria demonstrado interesse em compor a chapa como vice de Ducci. O ex-deputado espera uma definição do PSDB sobre um projeto para Curitiba até o fim do primeiro semestre.

Ducci também esteve presente no encontro e disse que ainda é cedo para falar em disputa eleitoral. Ele garantiu que não tem conversas sobre alianças políticas em torno de sua candidatura à reeleição e que está focado no trabalho como prefeito de Curitiba.

Enquanto Fruet não pensa em ser vice de Ducci, a ideia parece agradar o presidente da Câmara de Curitiba, vereador João Cláudio Derosso, que passou a ocupar o cargo de secretário executivo do partido. Ele confirmou que colocará o nome a disposição do partido para ocupar a chapa como vice do atual prefeito de Curitiba.

Empresas que apressarem obras para 2014 receberão bônus e as que atrasarem serão punidas

Com os eventos esportivos no país, em 2014 e 2016, se aproximando, e entidades criticando o atraso das obras brasileiras, o governo resolveu alterar as regras de licitações para obras nos principais aeroportos do país. As empresas que trabalharem mais rápido serão premiadas. A proposta, de Tegime Diferenciado de Contratações Públicas (RDC) será incluída em uma medida provisória que ainda será votada pela Câmara. O regime, entretanto, apenas será aplicado para a Copa e Olímpiadas, estendido a obras, serviços, aquisição de bens, alienações e concursos efetuados em cidades-sede ou municípios que sirvam de apoio às áreas escolhidas.

A medida surgiu após um estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) mostrar que, com o ritmo atual, muitas obras levariam mais de seis anos para ficarem prontas. Portanto, em 22 páginas de artigos, o governo busca evitar o adiamento destas obras, através de premiações a empresas que acelerarem estes processos. A proposta ainda define modalidades de contratação, permite consórcio de empresas e forma integrada de execução. Para evitar longas disputas e recursos, a proposta fixa uma fase única de recursos.

O texto ainda prevê a punição de empresas que não cumprirem as regras. Estas poderão ser impedidas de licitar e contratar com a União, Estados, municípios e Distrito Federal, por até cinco anos. O mesmo será aplicado com o desrespeito a prazos e a atrasos sem justificativas.

A proposta foi fechada após diversas reuniões do líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza, com parlamentares de oposição e reuniões de ministros no âmbito do governo. De acordo com Vaccarezza, a inclusão da proposta em uma medida provisória, a 521, será votada dentro de um mês, sem atropelos. A medida trata de atividades de médico residente e gratificação para servidores da Advocacia-Geral da União.

Olhando para o próprio bolso o multibilionário Eike Batista defende o poluidor carvão mineral para substituir a também poluidora energia nuclear


O "new multibillion dollar" Eike Batista, o homem mais rico do Brasil e "inexplicavelmente" em pouco tempo um dos mais ricos do mundo, grande testa de ferro do grande capital internacional em terras tupiniquins, não descansa no esforço para alcançar seu maior objetivo: tornar-se o homem mais rico do mundo até 2015. A mais nova tacada de Eike é a criação da BRIX, a primeira bolsa de energia do Brasil, idealizada para arranjar contratos de venda para os projetos do empresário no setor e para alavancar a MPX, braço de energia do grupo EBX que amargou prejuízo de R$ 256 bilhões em 2010.

No lançamento da BRIX, na última terça-feira, 12, Eike desancou a energia nuclear, onde não tem participação, minimizou a importância da energia solar, onde tem investimentos relativamente tímidos, e levantou a bola da energia termelétrica à base de carvão, área na qual tem investimentos bilionários.

“Acredito que o mundo, depois do acidente do Japão, vai trazer o carvão com força total e criar tecnologia para sequestrar o carbono. O acidente nuclear foi de tal ordem que teve consequências insolúveis. Se os alemães estão saindo desse setor, é porque é complicado tentar dominar algo indominável”, disse.

A Eletronuclear reagiu, dizendo que “Eike Batista se junta ao coro daqueles que veem o acidente de Fukushima como uma oportunidade de alavancar negócios, no caso, a geração elétrica a carvão mineral importado de suas minas na Colômbia”.

Quem paga o resgate econômico dos PIGS?

O gráfico abaixo apresenta a contribuição de cada país aos resgates econômicos e suas divisões internas:


O anúncio no dia 6 de abril de que Portugal se tornaria o terceiro país da zona do euro a receber um resgate financeiro não foi bem recebida na Alemanha. Como maior país da zona, a Alemanha contribui 20%, ou € 52 bilhões para os fundos de resgate dos três países em apuros, a maior parte, por meio da Unidade de Estabilidade Financeira Europeia. Isso é diminuído, no entanto, pela exposição dos bancos alemães aos três países, que totaliza € 230 bilhões. Apenas cerca de 12% desse valores corresponde a dívidas públicas ou governamentais, mas um não-pagamento da dívida governamental poderia facilmente levar à morte de bancos domésticos, e também a não-pagamentos corporativos, aos quais o país está muito mais exposto. Os Estados Unidos também estão pagando € 14 bilhões por meio da contribuição do FMI ao resgate. Mas eles também parecem ter valorizado seu dinheiro – seus bancos têm um total de € 144 bilhões em exposição aos três países. (OP)

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | belt buckles