sábado, 6 de outubro de 2012

Novo flagrante: campanha do Fruet distribui panfleto apócrifo caluniador contra Luciano Ducci


Cabos eleitorais de Gustavo Fruet (PDT/PT/PV) foram flagrados neste sábado, 6, distribuindo panfletos, sem indicação dos autores e de CNPJ de campanha, contra o prefeito Luciano Ducci. 
 
Os panfletos estavam sendo durante o jogo Atlético-PR x América-MG no Ecoestádio. Um torcedor do Atlético e eleitor de Luciano Ducci gravou tudo e mandou tudo para a Justiça Eleitoral. 
 
A campanha de Fruet já está sendo investigada pela Polícia Federal por produzir panfletos com denúncias contra Ratinho Jr (PSC) e atribuir sua autoria á campanha do prefeito. 
 


Ibope confirma segundo turno entre Ratinho e Luciano Ducci


A última pesquisa do Ibope antes do primeiro turno da eleição para prefeito de Curitiba, divulgada pela RPC TV neste sábado (6), aponta para um segundo turno entre Ratinho Junior (PSC) e Luciano Ducci (PSB).
Ratinho aparece em primeiro lugar, com 35% das intenções de voto na pesquisa estimulada. Ducci vem logo atrás com 26%. Gustavo Fruet (PDT) figura com 19%, enquanto Rafael Greca (PMDB) obteve 9%.
Metodologia
Pesquisa atual: O Ibope ouviu 1.001 pessoas, com 16 anos ou mais, entre os dias 4 e 6 de outubro. A margem de erro é de 3 pontos porcentuais para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Paraná sob o número 654/2012.
Pesquisa anterior: O Ibope ouviu 805 pessoas, com 16 anos ou mais, entre os dias 29 de setembro e 1.º de outubro. A margem de erro é de 3 pontos porcentuais para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Paraná sob o número 462/2012.

Justiça determina busca e apreensão de DVDs piratas de Rafael Greca


A juíza Adriana Ayres Ferreira, da 3ª Zona Eleitoral de Curitiba, determinou nesta sexta-feira, 5, a busca e apreensão de 60 mil DVDs produzidos pela campanha de Rafael Greca (PMDB) com ataques e ofensas ao prefeito Luciano Ducci (PSB). O conteúdo do DVD é a íntegra do programa de Greca, proibido pela Justiça Eleitoral, que ocasionou a perda de dois minutos do programa eleitoral do peemedebista na última quarta-feira, 3.
Não satisfeito e descumprindo a ordem da Justiça Eleitoral, Greca mandou gravar 60 mil DVDs para distribuir nos terminais e casas em Curitiba. A juíza Adriana Ayres Ferreira, proibiu a distribuição dos DVDs, sob pena de multa de R$ 5 mil por cada cópia, e ordenou a busca e apreensão nas principais praças da cidade e terminais de ônibus, locais com grande fluxo de pessoas, possíveis pontos de distribuição do material. (Fabio Campana)

Joice comenta reta final da campanha em Curitiba

Eleições 2012: confira o que você precisa saber para votar no domingo


A dois dias da eleição municipal, a Gazeta do Povo apresenta uma seleção das informações mais importantes sobre o pleito.
Onde pesquisar sobre os candidatos: no Candibook/Portal dos Candidatos. Leia a matéria com dicas sobre como escolher os candidatos.
Pode ou não pode
Não foi só a propaganda eleitoral gratuita na televisão e no rádio que acabou ontem. Quinta-feira (4) também foi o último dia para propaganda em reuniões públicas ou comícios e para a realização de debates. Veja outros tipos de publicidade que não podem ser feitos de hoje até a eleição:
05/10 (sexta-feira):
É o último dia que o candidato pode veicular propaganda eleitoral paga em veículo impresso e na internet.
06/10 (sábado):
No sábado, os candidatos ainda podem promover carreatas e passeatas, distribuir material gráfico e carros de som podem divulgar jingles ou mensagens. Alto-falantes e amplificadores de som podem ser utilizados para propaganda eleitoral.
07/10 (domingo):
O eleitor pode manifestar sua preferência de maneira silenciosa, com broches e adesivos, mas não pode haver aglomeração de pessoas com roupas padronizadas e bandeiras. Os fiscais partidários também não podem utilizar roupa padronizada e toda propaganda de partidos políticos e candidatos é vedada.

Melhor horário para votação: TRE orienta o eleitor a votar pela manhã. Leia matéria completa.

Documento obrigatório: eleitor tem de levar um documento oficial com foto para votar(RG ou carteira de identidade funcional, carteira de trabalho, habilitação (CNH), passaporte ou certificado de reservista). Titulo não é obrigatório, mas auxilia o eleitor a encontrar o local de votação. Leia matéria completa.

Ordem de votação: primeiro para vereador (cinco dígitos do candidato ou dois dos partidos) e depois para prefeito. Leia matéria completa.

Justificativa: eleitor pode baixar formulário no site do TSE para adiantar o processo. Saiba como fazer a justificativa.

Urna eletrônica: confira o funcionamento da urna eletrônica.

Local de votação: encontre seu local de votação.

"Cola": TSE orienta eleitor a levar "cola" com os números dos candidatos.

Funções: saiba quais são as atribuições do prefeito e do vereador.

Eleição dos vereadores: saiba como funciona o coeficiente eleitoral.

Tira-dúvidas: Consulte o Guia do Eleitor On-line da Gazeta do Povo para tirar dúvidas sobre as eleições, o dia da votação, as funções dos candidatos, entre outras.

Confira o resultado das pesquisas eleitorais de cinco cidades do interior do Paraná


O Ibope divulgou nesta sexta-feira (5) pesquisas de intenção de votos para cinco cidades do Paraná. Confira como está a disputa em Cascavel, Umuarama, Paranavaí, Guarapuava e Cianorte. (GP)

Apuração dos votos deve acabar até as 22h de domingo, segundo TSE


O secretário-geral do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Carlos Henrique Perpétuo, informou nesta sexta-feira (5) que o resultado da eleição municipal deve ocorrer até as 22h deste domingo.
O início da votação em todo o país, exceto em Brasília que não há eleição para prefeito, está marcado para ocorrer a partir das 8h. As urnas deverão ser fechadas às 17h. A apuração dos votos terá início às 19h, horário de Brasília.
Segundo o secretário do TSE, uma hora depois 90% das urnas já deverão ter sido apuradas.
De acordo com levantamento do TSE, 6.454 recursos contra registro de candidatura foram apresentados ao tribunal.Ficha Limpa
Desse total, 2.830 se referem a questões relacionadas com a Lei da Ficha Limpa. Até a última sessão da Corte, realizada nessa quinta-feira (4), foram julgados apenas 2.909, sendo que 678 referentes a recursos da Ficha Limpa.
Entre aqueles que tiveram o registro de candidatura negado ontem pelo tribunal, está o ex-governador de Alagoas e candidato à prefeitura de Maceió, Ronaldo Lessa (PDT).
Segundo a advogada do candidato, Gabriela Rollemberg, ainda está em estudo a possibilidade de se recorrer da decisão ao STF (Supremo Tribunal Federal). "Até domingo devemos ter uma definição", disse Rollemberg. (GP)

Estudantes de Londrina cobram atenção de candidatos

Centenas de estudantes realizaram uma passeata na manhã de ontem em Londrina. A manifestação organizada pelo Movimento Estudantil Londrinense reivindicou mais investimento na área de educação (infraestrutura das escolas, formação dos professores e aumento de salários para os funcionários que trabalham na educação). Eles solicitaram que os eleitores votassem em candidatos comprometidos com essa pauta de reivindicações. Os alunos criticaram a redução da carga horária da aula de Filosofia, Sociologia e Artes no ensino secundário, repudiaram a prática da corrupção no meio político, e ressaltaram que trata-se de um movimento apartidário e que não possui relação com nenhum candidato. Trata-se do mesmo grupo que no dia 6 de setembro realizou uma outra manifestação pela educação. 

Os estudantes se reuniram no Calçadão às 9 horas da manhã e partiram rumo ao Centro Cívico. O aluno Nelson Manelli Junior, do primeiro ano do Ensino Médio do Colégio Nilo Peçanha, afirmou que os estudantes querem que o investimento em educação atinja 10% do Produto Interno Bruto no Brasil. ''A educação é quem faz a base do País. Há vinte anos os estudantes derrubaram o presidente Fernando Collor de Melo e agora queremos ter essa mesma força para que a educação melhore'', afirmou. 

Segundo o estudante Vinícius de Moraes, 16 anos, presidente do Grêmio do Colégio Marcelino Champagnat, os estudantes foram divididos em comissões de segurança, comunicação, finanças e animação, identificadas por faixas de diferentes cores colocadas nos braços. Os responsáveis pela segurança orientavam os estudantes, realizavam cordões de isolamento e impediam excessos. A comissão de animação ficou responsável por puxar as palavras de ordem pelo sistema de som e a de comunicação ficou responsável pelo atendimento à imprensa. A comissão de finanças cuidou da locação do carro de som e pela confecção de cartazes. Os recursos para isso foram obtidos pela comercialização de água mineral para os próprios estudantes. 

''Nós estamos cansados de políticos que não investem na educação. Atualmente um professor da rede municipal brasileiro ganha apenas 10% do que ganha um professor de um País desenvolvido. Isso são dados da Organização Internacional do Trabalho (OIT)'', afirmou Tiago Louro, de 17 anos, aluno responsável pela organização dos alunos do Colégio Aplicação. 

Quem viu a manifestação também se solidarizou com a causa. O enfermeiro aposentado Luiz Reis Garcia, 60 anos, afirmou que essa manifestação não seria necessária se a Constituição Federal fosse cumprida. ''Para mim é uma humilhação, não para os estudantes, mas para os políticos. Eles deveriam se envergonhar de ver os estudantes serem obrigados a fazer uma manifestção dessas por melhorias na educação'', ressaltou. 

Para o vendedor Sidney Castro, de 59 anos, a passeata pode ser uma retomada do movimento estudantil. ''Na minha época, eu estudei durante a ditadura, a gente não podia fazer manifestações asim'', afirmou. ''Eles estão agindo corretamente'', declarou. 

Participaram estudantes dos colégios Vicente Rijo, Hugo Simas, Sesi, Aplicação, Marcelino Champagnat, Newton Guimarães, Benjamin Constant, Nilo Peçanha e Maria José Aguilera. (Bonde)

Panfletagem e propaganda via celular na mira da Justiça Eleitoral

Colocar no mínimo um policial militar em cada local de votação é a estratégia da Justiça Eleitoral para reprimir a ''boca de urna'' no dia das eleições, já que termina hoje a propaganda de rua em todo o Paraná. Enquanto eles evitam crimes eleitorais no mundo real, os juízes designados para vigiar a propaganda eletrônica ficarão de olho no uso dado pelos políticos ao telefone celular. ''Envio de mensagem SMS para os eleitores no dia da campanha é boca de urna eletrônica'', alertou ontem a juíza Renata Estorilho Baganha, de Curitiba, na sede do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Paraná. 

Também em Londrina existe a determinação de não ''afrouxar'' a fiscalização eletrônica só por conta do fim do horário político eleitoral no rádio e televisão. ''Se for constatado que mensagens de texto foram enviadas para o telefone celular de eleitores por iniciativa do candidato, ou de alguém ligado à campanha, é crime eleitoral. O domingo será o dia do eleitor, onde a única manifestação política permitida é individual e silenciosa'', confirma o juiz eleitoral Luiz Sérgio Swiech, encarregado da propaganda eletrônica em Londrina. 

A repressão aos crimes eleitorais começa neste sábado em todo o Paraná, sendo progressivamente intensificada até as 7 horas do domingo, quando o efetivo máximo previsto pela Polícia Militar (PM) estará em atividade. Conforme a FOLHA noticiou, a corporação colocou 20% a mais de policiais nas ruas para garantir a operação. No total, serão 6,8 mil membros da corporação cuidando dos 5.592 locais de votação espalhados pelo Paraná, fora o policiamento normal. 

''Em Londrina, além dos policiais nas seções eleitorais, teremos equipes volantes circulando pela cidade, fazendo o patrulhamento'', informa o capitão Jefferson Luiz Souza, do 5º Batalhão da Polícia Militar (5º BPM), responsável pela operação na cidade. As pessoas que forem detidas fazendo propaganda irregular em Londrina serão levadas ao ginásio de esportes Professor Darci Cortez, o Moringão. A punição prevista em lei é de seis meses a um ano de prisão, que podem ser pagos com serviços à comunidade, e multa que varia de R$ 5 mil a R$ 15,9 mil. 

É considerado crime eleitoral, além da boca de urna, abordar eleitores, promover reuniões públicas, carreatas, caminhadas ou utilizar carros de som. 

Na capital, a Polícia Federal estará de plantão para intervir nos casos mais graves, como a compra de votos. Nos municípios menores o papel de Polícia Judiciária será exercido pela Polícia Civil. ''Quem adesivou o carro não precisa retirar, mas também não pode estacionar na frente do local de votação e deixar o automóvel parado ali o dia inteiro'', adiantou a juíza eleitoral Adriana Ayres, de Curitiba. 

Marcelo Wallbach Silva, da 1 Zona Eleitoral, e as juízas eleitorais Adriana Ayres e Renata Baganha repassaram à imprensa que a apuração da eleição em Curitiba, no domingo, deve estar concluída logo depois das 18 horas, se não houver surpresas com o sistema biométrico. ''A capital do Paraná será a maior cidade do país a utilizar o novo método, com reconhecimento das digitais, o que pode reduzir bastante o tempo médio de votação que hoje é de um minuto'', informou Silva. (Bonde)

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | belt buckles