domingo, 15 de abril de 2012

O espartano Dr. Rosinha diz claramente a um certo pré candidato que o jogo não acabou no primeiro tempo

Tal qual o espartano Leônidas, que quando intimado por Xerxes, rei dos persas, a entregar as armas respondeu “Vem buscá-las”, o Dr. Rosinha não se posiciona diferente:

"Ao contrário do que alguns portais de notícias publicam, o PT de Curitiba não aprovou aliança nem rejeitou candidatura própria neste domingo. Só o encontro municipal debaterá isso, nos dias 27 e 28. Portanto, é um desrespeito --pra dizer o mínimo-- qualquer declaração de vitória por parte de dirigentes do PT ou mesmo do pretenso 'aliado', antes do encontro municipal.

O jogo ainda não acabou. Alguém precisa inclusive alertar um certo pré-candidato a não contar vitória antes do tempo. Aliás, ao menos até agora, a direção do PT de Curitiba não organizou um debate sequer sobre as duas teses (candidatura própria ou aliança). Espero que ainda o faça. Ou a tática seria exatamente não fazer debate algum, de forma a esvaziar o encontro?"

Chapa 1 "vence" a eleição do PT- Curitiba para a escolha dos delegados, mas quem decidirá o rumo é o conjunto destes após intenso debate

Resultado final da eleição do PT-Curitiba: Chapa 1 (pró-aliança) 1.093 votos; Chapa 2, 817. Chapa 1 com 57% e a chapa 2 com 43%, diferença menor do que era esperado pela chapa 1, que calculava a diferença em 30% a seu favor.

Caso os números se mantiverem inalterados a chapa pró- coligação com Fruet terá 172 delegados contra 128 da chapa 2 pró-candidatura própria, na convenção que ocorrerá nos dias 27 e 28 de abril.

Analisando que dos 1.283 militantes que se inscreveram na chapa 1, que defende a aliança com Gustavo Fruet (PDT), somente 1093 votaram nesta, e que dos 682 que tinham assinado pela chapa 2, que defende a candidatura própria, a totalidade dos que subscreveram está votou na mesma , que está ainda obteve 135 votos a mais ao ter 817 votos, chegaremos a conclusão de que a momentânea"vitória" da chapa 1, já que o jogo ainda não acabou, foi bem menor do que era esperada, já que teve 190 votos a menos do que o número de militantes que assinaram o seu registro. O que no mínimo deve deixar uma grande reflexão entre os que saíram "vitoriosos" neste que só é um primeiro momento, já que a decisão final só ocorrerá no final do mês (27/28).

Apuração PT: Fruet com um sorriso meia boca após a vitória no Pinheirinho


Com a apuração da urna do Pinheirinho a Chapa 1 (pró-Fruet) assume a dianteira com 71 votos. A chapa 1 obteve 194 e a chapa dois 67.

Falta apurar a urna do Portão, área controlada por Jairo Graminho, que tende pró chapa 1.

Por enquanto a base diz não a coligação com Gustavo Fruet, chapa dois aumenta a dianteira


Apurada a urna de Santa Felicidade está deu a vitória parcial para Chapa 2 (candidatura própria) por 108 votos conta 59 da Chapa 1.

A parcial total é de 680 votos para a Chapa 2 contra 624 votos para a Chapa1, o que dá quase 10% de diferença a favor da candidatura própria.

Faltam ainda apurar as urnas do Pinheirinho e do Portão.

A apuração pelo twitter do Dr. Rosinha

Mais sobre a apuração da eleição do PT-Curitiba

A urna da Matriz foi apurada: Chapa1: 74 e Chapa2: 73. A diferença de votos é de 7 a favor da chapa1.

Na apuração parcial a chapa dois, encabeçada por Tadeu Veneri e Dr. Rosinha, está na frente com 499 votos, e a chapa 2 contabiliza 491.

A CHAPA 1 COM

Amanhã dois mil integrantes do MST chegam a Curitiba para a Jornada de Lutas

MST REALIZA MOBILIZAÇÃO EM CURITIBA PARA COBRAR REFORMA AGRÁRIA

A jornada de lutas é realizada em memória aos 21 sem terra assassinados no Massacre de Eldorado de Carajás- PA e por todas as pessoas que morreram na luta pela terra

Cerca de dois mil trabalhadores do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) chegam nesta segunda-feira (16/04) a Curitiba (PR) para realizar a Jornada de Lutas e Negociações (conjunto de mobilizações que acontecem nacionalmente em prol da reforma agrária).

A chegada está prevista para as 08 horas na Praça 29 de março, onde os trabalhadores vão ser acolhidos por amigos e apoiadores, em seguida iniciam uma marcha até a Superintendência Regional do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária do Paraná), para fazer a entrega da pauta de reivindicações.

A mobilização tem por objetivo cobrar tanto do governo federal quanto do estadual a realização da reforma agrária, que se encontra paralisada no país, sendo que somente no Paraná cerca de seis mil famílias permanecem acampadas, em situação precária, e que muitas vezes são vítimas da violência do latifúndio e do agronegócio.

Os trabalhadores sem terra também exigem assistência técnica para as famílias assentadas, infraestrutura para os assentamentos: como crédito, habitação e renegociação de dívidas, além da construção de escolas na áreas de reforma agrária, e acesso a cultura.

Na terça-feira (17/04) das 08:00hs da manhã, até as 08:21hs em todo o país haverá o fechamento de rodovias e BR, a atividade é para lembrar os 21 militantes assassinados no massacre do Eldorado de Carajás, e em memória a todos os militantes assassinados na luta pela Terra. Ainda durante a mobilização serão realizadas negociações no Incra e secretarias estaduais, para tratar de questões pendentes e que tem urgência de serem resolvidas nos assentamentos e acampamentos.

História

A jornada de lutas é realizada em memória aos 21 sem terra assassinados no Massacre de Eldorado de Carajás, em operação da Polícia Militar, no município de Eldorado dos Carajás, no Pará, no dia 17 de abril de 1996, e por todas as outras vitimas do latifúndio que se tornou oficialmente o Dia Nacional de Luta pela Reforma Agrária.

Depois de 16 anos de um massacre de repercussão internacional, ninguém foi preso e o país ainda não resolveu os problemas da pobreza no campo nem acabou com o latifúndio, que continua promovendo diversos atos de violência.

Tensão no bate chapa petista

O clima na eleição interna do PT par a escolha do delegados ficou tenso, a votação foi menor do que o Campo Majoritário esperava. Dos dois mil e seiscentos votantes esperados votaram somente 1910, o que atrapalha quem detém os votos menos ideológicos, e isto favorece a chapa dois.

O cálculo Da chapa 1 ter mais de 20% de diferença a favor foi para o ralo. Estão fazendo as contas de menos de 10% de diferença. Algumas pessoas que estiveram com a Gleisi hoje à tarde disseram que ela estava muito preocupada. A ansiedade da chapa 2 era de outro tipo, pois rejuvenesceu as esperanças dos que achavam que seriam tratorados.

A unica região onde o Campo Majoritário se saiu melhor foi a do Portão, mas no resto ninguém sabe o que vai dar, e a informação que chegou é que a disputa está pau a pau, quem levar vai ser por muito pouco.

Pela regra, o número de delegados que cada chapa poderá indicar depende dos votos obtidos. Por exemplo, se uma das chapas tiver 60% dos votos, por exemplo, escolherá 180 dos 300 delegados.

Até as 21 horas já se terá o resultado!

Do blog do Rudá Ricci, quadro histórico do PT Nacional: As alianças do PT na pauta do dia

Hoje o PT faz vários eventos que devem alterar de vez sua cara. Definem a política de aliança em vários municípios brasileiros. Um deles, dos mais quentes, tem em Curitiba seu palco de disputa entre os petistas de linhagem história e os novos petistas, pragmáticos (nada a ver com a linha do tempo da vida deles, aliás).
Para sentirem o clima reinante, reproduzo abaixo uma mensagem que acabo de receber. Não divulgo o autor porque não me autorizou. Mas a mensagem é muito significativa dos tempos atuais.

Prezado Blogueiro:
Um amigo de Curitiba enviou-me essas fotos há pouco.
Mostram banner de campanha da chapa 1, de delegados do diretórios zonais do PT de Curitiba à convenção que decidirá se o Partido terá candidato próprio a prefeito de Curitiba, ou se apoiará Gustavo Fruet, até dezembro passado membro do Diretório Nacional do PSDB e detrator contumaz do ex-presidente Lula, da presidenta Dilma e do próprio PT. E que agora foi para o PDT.
A chapa 1 apóia Fruet e é formada pelos membros da maioria do diretório local que são contra que o PT tenha candidato próprio e está fazendo hoje uma campanha milionária, com grandes banners, transporte de delegados, folders, bottons, etc.
Até aí nada demais, embora, impróprio para um partido como o dos trabalhadores...
Acontece que o banner onde aparece Paulo Bernardo traz foto dele produzida pelo Ministério das Comunicações, conforme consta do próprio banner, por escrito, com todas as letras.
Será ético? Será legal? Pode ser que sim, pode ser que não.
Mas uma pergunta é fácil de responder: será conveniente que, numa campanha interna de um partido como o PT, tão visado, tão cobrado, o ministro filiado ao partido, use dessa condição?
Pesquisa realizada essa semana pela rádio CBN apurou que 70% dos entrevistados apoiariam o candidato que o ex-presidente Lula indicasse para prefeito de Curitiba.E os militantes do partido na cidade se perguntam porque o PT deveria carrear esse prestígio para um candidato que até alguns meses combatia ferozmente Lula, Dilma e o próprio PT.
Ele mesmo, Gustavo Fruet, diz o que ele acha do Lula e do PT nesse vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=UtdnHFUC1e8

REQUIÃO QUER O ROMPIMENTO TOTAL COM O PT NAS ELEIÇÕES MUNICIPAIS

Dadas as atuais circunstâncias recomendo rompimento geral com o PT nas eleições municipais. Candidatura própria em todos Municípios.


Por onde estas figuras passam sobra pouco do PT. Vide Londrina e MS.

No twitter Requião questiona Campo Majoritário do PT em sua aliança com o Fruet

A pratica do PB acabou com o PT em Londrina, o mesmo aconteceu em MS. A aliança da capital do Paraná fará o mesmo no estado. Assim será.


Video especial para o PT que tem vergonha na cara.


Pouca vergonha? ou nenhuma vergonha?


O que Fruet acha do PT. É hora de vergonha na cara companheiros.


PT, aparelho desideologizado do Paulo Bernardo?



Em nota, PF lamenta perda de ‘agente excepcional’ que foi assassinado

O policial assassinado mostrando o resultado de seu trabalho

A Polícia Federal publicou uma nota, na noite de ontem (14), sobre o assassinato do policial federal, Alexandre Drummond Barbosa, ocorrido na madrugada deste sábado. No texto, a instituição ‘lamenta profundamente a perde irreparável de um excepcional Agente de Polícia Federal’.

O texto afirma que “as provas testemunhais e um vídeo produzido a partir de uma câmera instalada na boate onde o episódio teve início apontam que minutos após a discussão, já na via pública, em frente ao referido estabelecimento, o Policial foi surpreendido, possivelmente pelas costas, por disparos de arma de fogo, desferidos por Alessandro Meneghel, do interior do veículo por ele conduzido, qual seja, uma caminhonete Mitsubishi Pajero, de cor branca”.

Segundo a Polícia Federal, o policial ainda chegou a reagir efetuando alguns disparos contra o veículo, “os quais não foram efetivos contra o agressor, dada a condição já debilitada da vítima por conta dos disparos que lhe haviam atingido”.

A nota afirma ainda que o vídeo com as imagens do crime não será divulgado “em respeito à família do policial morto, considerando as fortes imagens nele constantes”.

Leia o texto na íntegra:

Em relação à ocorrência que vitimou fatalmente o Agente de Polícia Federal ALEXANDRE DRUMMOND BARBOSA, lotado e em exercício nesta Delegacia de Polícia Federal, na madrugada de ontem (14), a Polícia Federal em Cascavel esclarece:

As informações preliminares relativas aos fatos até o momento indicam que o crime se deu a partir de um desentendimento ocorrido no interior de uma casa noturna desta cidade, entre o Policial e a pessoa de ALESSANDRO MENEGHEL.

As provas testemunhais e um vídeo produzido a partir de uma Câmera instalada na boate onde o episódio teve início apontam que minutos após a discussão, já na via pública, em frente ao referido estabelecimento, o Policial foi surpreendido, possivelmente pelas costas, por disparos de arma de fogo, desferidos por ALESSANDRO MENEGHEL, do interior do veículo por ele conduzido, qual seja, uma caminhonete Mitsubishi Pajero, de cor branca.

O policial ainda chegou a reagir efetuando alguns disparos contra o veículo, os quais não foram efetivos contra o agressor, dada a condição já debilitada da vítima por conta dos disparos que lhe haviam atingido. Na sequência, ALESSANDRO MENEGHEL, com uma espingarda calibre 12, sempre do interior do veículo, efetuou outros vários disparos contra o policial já caído.

Ato contínuo, ALESSANDRO MENEGHEL evadiu-se do local em alta velocidade, tendo sido preso na ainda mesma madrugada, na Estrada Chaparral. O veículo utilizado para o crime foi localizado abandonado naquela mesma Estrada. No veículo, foram encontrados diversos cartuchos deflagrados de pistola calibre 380, bem como de Espingarda Calibre 12.

O preso foi autuado em flagrante e as investigações prosseguem sob a responsabilidade da Polícia Civil em Cascavel, sendo um dos objetivos determinar se há co-autores na prática do homicídio.

O vídeo com as imagens do crime não será divulgado em respeito à família do Policial morto, considerando as fortes imagens nele constantes.

Por fim, a Polícia Federal lamenta profundamente a perda irreparável de um excepcional Agente de Polícia Federal.

Comunicação Social-DPF/CAC/PR

Ele em ação a serviço da UDR:

MAIS:

"Recuerdos del Paraguay"

http://www.mst.org.br/node/4861

Dia decisivo para o PT de Curitiba

A primeira votação realmente relevante da eleição curitibana de 2012 acontece neste domingo, em 10 urnas espalhadas pela cidade. Os militantes do PT decidirão se o partido deve lançar candidatura própria ou se apoiam desde o primeiro turno a campanha do ex-deputado federal Gustavo Fruet (PDT). Nenhum dos dois grupos acredita em vitória fácil.

Em princípio, o grupo a favor da candidatura de Fruet parece mais forte. Primeiro, porque os dois principais nomes do PT curitibano tomaram esse partido: a ministra chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, e seu marido, o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo. Em segundo lugar, a chapa inscrita pelo grupo tem 1,2 mil inscritos: quase metade dos 2,6 mil militantes com direito a voto.

Mesmo assim, a disputa é considerada apertada. “Temos consciência que para muita gente dentro do PT é difícil entender a importância de fazer uma aliança no primeiro turno, já que temos a tradição de lançar candidatura própria”, afirma o deputado federal Angelo Vanhoni, um dos defensdores do apoio a Gustavo Fruet.

Pré-candidatos

Entre os defensores da candidatura própria, também não se encontra quem arrisque antecipar o resultado das urnas. “O que sabemos é que não vai ser 70% a 30% para um dos lados, como chegou a ser dito. O lado que ganhar vai ganhar por muito pouco”, afirma o deputado estadual Tadeu Veneri, um dos pré-candidatos do PT à prefeitura.

Veneri uniu forças com o outro pré-candidato, o deputado federal Dr. Rosinha, para tentar garantir a vitória neste primeiro momento. Caso a dupla saia vitoriosa, será necessário mais tarde escolher qual dos dois representaria o partido. Rosinha disputou a eleição municipal em 1992, e foi derrotado por Rafael Greca. Veneri tentou a candidatura em 2008, mas perdeu as prévias para Gleisi Hoffmann. Juntos, os dois inscreveram uma chapa com 682 adeptos.

Funcionamento

A eleição deste domingo determinará quem serão os delegados de um encontro no fim do mês que definirá o caminho a ser tomado pelo PT. Pela regra, o número de delegados que cada chapa poderá indicar depende dos votos obtidos neste fim de semana. Se uma chapa tiver 60% dos votos, por exemplo, escolherá 180 dos 300 delegados do encontro.

A convenção do partido, em junho, deve apenas reafirmar a posição determinada pelo encontro municipal. Caso se decida pela candidatura própria, a convenção também será usada para escolher quem será o candidato e quais as outras alianças a serem fechadas.

Negociações

Apoio de petistas é vital para viabilizar candidato do PDT

O ex-deputado federal Gustavo Fruet (PDT) precisa do apoio do PT para aumentar o tempo de tevê de sua campanha, ganhar apoios e ampliar a militância em torno de sua candidatura. Embora seja considerado um candidato forte, ele tem uma estrutura menor do que a de alguns de seus prováveis adversários na campanha, especialmente o atual prefeito Luciano Ducci (PSB).

Fruet afirma que não está tentando influenciar neste momento a decisão do PT sobre o apoio a sua candidatura. “Minha relação com o PT tem sido institucional. Não seria correto neste momento tentar influenciar um processo interno.” (GP)

Veja quais são alguns dos argumentos dos dois lados para decidir a eleição interna do PT:

Pela aliança

- O PT não teria um candidato com chances para apresentar.

- A eleição de um aliado faciliataria a eleição de um possível governador petista em 2014, e fortaleceria o partido na cidade.

- O PDT é um partido aliado importante.

- As desavenças com Gustavo Fruet na época em que ele estava no PSDB teriam sido meramente pontuais.

Pela candidatura própria

- O partido precisa de candidatura para se fortalecer.

- Nas últimas três eleições, o partido ficou em segundo lugar, mostrando ter candidatos fortes.

- A eleição em dois turnos possibilita fazer coligações, caso o candidato do partido não vá bem no primeiro turno.

- O partido teve sérios confrontos com Gustavo Fruet quando ele estava no PSDB e o eleitor não entenderia a coligação.

Como funciona a eleição

- Os militantes do partido vão neste domingo às urnas. Há 2,6 mil pessoas aptas a votar.

- Serão escolhidos 300 delegados para um encontro no fim do mês.

- Há duas chapas, uma a favor da coligação e uma contra. A chapa que tiver mais votos poderá indica mais delegados. (GP)


Gustavo Fruet ontem:


Gustavo Fruet hoje:


 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | belt buckles